Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A publicidade em um tempo cheio de restrições

No Do Avesso, publicitários falaram sobre o desenvolvimentos de campanhas e a dificuldade para criar
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 27/02/2018 - 14:30Atualizado em 27/02/2018 - 16:49
Publicitários no Programa do Avesso
Publicitários no Programa do Avesso

O Programa do Avesso desta terça-feira (27) foi um pouco diferente, sobre publicidade, com a apresentação de diversos jingles e propagandas de sucesso. Mano Dal Ponte e Pity Búrigo receberam os publicitários Alexandre Costa, Rafael Rosso e Pedro Borges.

Nos últimos anos os órgãos reguladores vem ampliando a fiscalização e dificultando novas criações. Se antes podia até falar mal do concorrente, hoje não é permito beber cerveja nos comerciais.

“Estamos enlatados e para desenvolver a criatividade é um problema. Se olhar propagandas antigas, quem não se lembra do babalu de banana e melancia”, afirmou o publicitário Alexandre Costa. Ele já atuou em diversas campanhas políticas vitoriosas.

O publicitário Rafael Rosso comparou as campanhas de divulgação com surfistas, que sempre devem procurar novas ondas. Os anúncios são controlados pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR), que restringe o que é divulgado. Por outro lado, os próprios contratantes nem sempre são abertos a novas ideias.

“O cliente corta muito o profissional ao definir a linha de pensamento que ele quer. A criatividade surge as vezes mas ainda apanha”, analisou Rosso.

Rafa Rosso, Pedro Borges e Mano Dal Ponte (foto: Kelley Alves)

 

Rafa Rosso, Pity Búrigo, Xande Costa, Mano Dal Ponte e Pedro Borges no Programa do Avesso

Confira o Programa do Avesso completo: