Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A importância do ecossistema empresarial para um bom negócio

Igor Drudi destaca como empresas parceiras podem atrasar ou impulsionar o seu próprio empreendimento
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 06/07/2020 - 14:17Atualizado em 06/07/2020 - 14:18
Foto: reprodução
Foto: reprodução

Há uma famosa frase que diz: você é a média das cinco pessoas com quem passa mais tempo. Trazendo esse contexto para o mundo empresarial, poderia-se dizer que um emprendimento é a média dos cinco outros negócios com o qual ele mais convive. E é a harmonia entre esses cinco negócios que faz com que uma empresa desenvolva ou não, em um ecossistema empresarial.

"Qual a cadeia de valor no qual seu negócio está inserido. Seus fornecedores, clientes, parceiros e instituições próximas, universidades e associações comerciais, elas vibram na mesma energia que o seu negócio e valorizam a mesma coisa? Falando em inovação, elas são orientadas à inovação para que levem junto dentro desse movimento? Por isso a importância da cosntrução de bons ecossistemas empreendedores que tenham a inovação como pauta", declarou o diretor de Inovação Igor Drudi, no 60 minutos desta segunda-feira, 6.

Segundo Igor, a tendência é que a vibração entre as empresas que circundam o seu negócio contribui para que todo o sistema comece a avançar junto. Dessa forma, se todos os fornecedores e parceiros trabalharem voltados à inovação, os negócios também tendem à ir para essa direção.

Mas, caso as empresas que envolvem o seu negócio sejam mais conservadoras, com medo de avançar para certas direções, enquanto a sua é voltada justamente para a inovação, pode ser que nenhuma delas avance. "Quem são os parceiros e por que escolher eles? eles são pautados pelo conservadorismo e vão de qualquer forma fazer uma briga de custo com você ou avançar e te provocar a estar inovando? É preciso se questionar", comentou Igor.

Dessa forma, para não ficar preso e ser uma média de cinco empresas que não estão em harmonia com o seu negócio, algumas escolhas precisam ser feitas. "É necessário decidir se irá trazer um fornecedor que busca coisas novas ou ficará com parceiros que estão sempre na devensiva. Quando as empresas possuem culturas que levem esses negócios a frente, aí ninguém segura, e então surgem ecossistemas como o Vale do Silício", pontuou.