Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

A busca por mais recursos para o Pronampe

Demanda de empresários na busca pelo programa tem sido alta
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 03/09/2020 - 11:12
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A ajuda para os micro e pequenos empresários têm sido fundamentais neste período de pandemia. E uma das iniciativas é o Pronampe, criada pelo senador catarinense, Jorginho Mello (PL). O Governo Federal já liberou montantes de dinheiro para o programa que se esgotaram rapidamente. Agora, lideranças buscam a liberação de mais recursos. “A Facisc vem fazendo movimentações e curiosamente é de Santa Catarina, o senador que é autor desta ideia e representa o setor, que é o Jorginho Mello, já está sendo instado a manifestar-se junto ao Governo Federal, ao Ministério da Economia para liberar mais recursos para este fim. Mas realmente é falta de recurso para atender toda a demanda”, comenta o presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Jonny Zulauf em entrevista ao Programa Adelor Lessa, da Rádio Som Maior. 

Porém, Zulauf deixou claro que ainda não existe nada concretamente definido. “Há sim uma perspectiva que haja mais uma disponibilidade de recursos neste programa. O empresário quer, é legítimo pegar recursos com encargos reduzidos, são 3% ao ano”, relatou.

Ele ressalta ainda a importância do Pronampe para os empresários. “É um programa muito interesse que o Governo Federal que são as linhas de crédito subsidiadas a valores de encargos muito baixos, denominado Pronampe. Estas linhas são grandes quantidades de valores disponibilizados no sistema financeiro em geral que pode operar com os seus clientes. O que acontece é que há uma demanda intensa disso. É a terceira vez que o Governo Federal libera alguns milhões de reais e eles são rapidamente consumidos pelos micro e pequenos empresários. Daí vem a frustração daqueles que, inclusive foram estimulados a fazer operações, recebera, cartas do sistema financeiro, dizendo que tem esta possibilidade. Infelizmente ela não chega a ser o suficiente para atender a todos”, finalizou.

Confir a entrevista na íntegra: 

Tags: coronavírus