Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

28 anos depois, a declaração de um aPAIxonado (VÍDEO)

Ele guardou uma música, composta em 1992 e em italiano, para o filho, que a recebeu ao completar 30 anos
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 07/10/2020 - 10:59Atualizado em 07/10/2020 - 11:13
Nei com Luca há 28 anos, na época em que compôs Sempre così, gravada e entregue nos 30 anos do filho / Reprodução
Nei com Luca há 28 anos, na época em que compôs Sempre così, gravada e entregue nos 30 anos do filho / Reprodução

O almoço do último domingo foi mais que especial na casa do jornalista Nei Manique. Ele - consagrado homem das letras e das notícias em Criciúma -, recebia, como é hábito, o filho Luca para um bom almoço. Luca chegou com a namorada. Cumprimentaram-se em italiano, outra praxe cultivada desde a mais tenra idade do menino. 

O encontro tinha por meta comemorar os 30 anos do "menino", data anotada nesta segunda-feira, 5. Muito bem. A certa altura, Nei tomou coragem. Chamou a esposa Arse, Luca e a namorada do filho para assistir algo na TV. Pen drive conectado, começou a rodar "Sempre così". A canção, em italiano, naturalmente, foi composta por Nei em 1992, para o aniversário de dois anos do menino. E ficou guardada por esses longos 28 anos.

"Nunca a cantei para ninguém. Não sou músico, nem cantor, sou um pai apaixonado", contou. A emoção tomou conta, quando da entrega do tocante presente. A letra, emotiva, derrete o pai em carinho e amor ao filho. E derreteu aos quatro que testemunharam a cena. "Foi uma catarse só", reconheceu o jornalista, perante ao inusitado do agrado recém entregue. "Ele não sabia do presente, ninguém sabia. Na semana passada, tomei coragem e fui para o estúdio gravar", revelou. "Na letra, me refiro ao Luca como "angelo senz'ale" (anjo sem asas)", comentou Nei. Confira, abaixo, a letra com a respectiva tradução:

Ti vedo sempre così (Te vejo sempre assim)
Sei proprio un angelo, sì (És mesmo um anjo pra mim)
Ma un tipo tutto speciale (Um tipo muito especial)
Senz'ale e quaggiù... full time! (Sem asas, aqui em baixo e em tempo integral)

Ti vedo sempre così (Te vejo sempre assim)
Davvero un angelo quì (Realmente um anjo aqui)
Luce degli occhi miei (Luz dos meus olhos)
Acesa da quando ci sei (Acesa desde que chegaste)

Ti vedo sempre così (Te vejo sempre assim)
Um angelo sì e quì (Um anjo sim e aqui)
Anche se mi mancherai (Mesmo que estejas ausente)
Ci sarò sempre lo sai (Estarei sempre aqui, bem sabes)

Ti vedo sempre così (Te vejo sempre assim)
Um angelo sì e quì (Um anjo sim e aqui)
Anche se tra tanti guai (Mesmo em meio a tantos problemas)
Mi sarai sempre speciale (Serás sempre especial para mim)

A motivação para compor, guardar por 28 anos e hoje tornar público? "Me considero um aPAIxonado. Compus na época, o Luca tinha 2 anos, e hoje veio a vontade de entregar esse presente de alguma forma. E a forma que encontrei foi ir ao estúdio e gravar. Foi uma declaração de amor ao meu filho", apontou Nei, logo emocionando-se de novo.

A música foi ao ar na abertura do programa Agora desta quarta-feira, 7, na Rádio Som Maior. O registro da composição do pai Nei para o filho Luca está disponível na conta de Nei Manique no Youtube. Confira: