Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Paulo Sousa e seus números pífios

Técnico rubro negro já ficou com dois vice-campeonatos em cinco meses
Por Vitor Rizzatti 09/05/2022 - 16:23 Atualizado em 09/05/2022 - 17:22

Após um 2021 sem títulos importantes, a diretoria do Flamengo prometou uma reformulação e começou por um treinador chamado Paulo Sousa. O técnico português chegou ao Rio de Janeiro sob olhar de otimismo dos rubro-negros, pois Paulo largou a seleção polonesa e a chance de disputar uma Copa do Mundo.

Ao pisar no Ninho do Urubu, o comandante se deparou com peças de extrema qualidade, porém já envelhecidos, comparando com o elenco de 2019 que ficou na história. Craques como Diego Alves, Filipe Luís, Diego Ribas e Everton Ribeiro já não rendem como antes. Além disso, Gerson, Pablo Mari e Rafinha deixaram o plantel. Em e 2020 e 2021 o Flamengo trouxe bons reforços para repor as ausências, como Thiago Maia, Andreas Pereira, Pedro e David Luiz. Até aqui poucos convenceram o investimento, em exceção de Pedro.

Em 24 partidas no Flamengo, Paulo Sousa venceu 14, empatou seis e perdeu quatro. Contra times da Série A, a história já é outra, são 10 partidas, duas vitórias, quatro empates e quatro derrotas, com um aproveitamento de apenas 33%.

Acima dos números, está o futebol mal praticado. Algumas questões pesam contra o português, como a indefinição quanto o goleiro titular, alternando entre Santos e Hugo Souza, a defesa falhando em todos jogos, a insistência em colocar Arão como zagueiro, a demora de colocar Pedro em jogos importantes, e os rodízios de jogadores, sem ter um time titular definido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito