Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Os homens estão desiludidos com as mulheres?

Por Débora Zanini 14/12/2022 - 07:00

Queridos leitores! Hoje a pauta é polêmica...

Lancei uma enquete no meu instagram, para saber a opinião dos internautas a respeito das relações amorosas, pois muito se escuta que os homens estão cansados e desiludidos com o comportamento das mulheres modernas.

E, como esperado, as respostas foram muito variadas, de um extremo a outro, o que demonstra que não existe consenso, quando se fala em relacionamentos.

Então, vamos analisar juntos o que anda acontecendo nesse campo tão espinhoso.

Pois bem.

Desde que mundo é mundo, os homens foram criados para serem os provedores, os chefes de família, os responsáveis pelo sustento da esposa e dos filhos. 

O homem trabalhava e a esposa cuidava da casa e das crianças, esperando sorridente pelo seu marido quando ele retornava ao lar, depois de um dia cansativo. 

Algumas costuravam, bordavam e faziam pequenas atividades que poderiam se transformar em renda. Pequena renda, “para elas”, nunca para prover uma família.

Mas os anos foram passando e os comportamentos evoluindo. As mulheres, para ajudar os maridos, que já não conseguiam suprir a demanda de despesas em casa, começaram a trabalhar fora, ajudando a manter o lar. Voltaram a estudar também, pois perceberam que a instrução poderia abrir outros caminhos profissionais, mais interessantes.

E daí em diante, foi um caminho sem volta.

É surreal pensarmos que há pouquíssimos anos (pouquíssimos mesmo) as mulheres apenas se preocupavam em preparar o “enxoval” e encontrar um marido para formar uma família. Um “bom homem”, que as respeitasse, que fosse um pai e marido amoroso e que tivesse um bom emprego para sustentar a casa. Ninguém esperava arroubos de paixão.

Em contrapartida, seria ela uma “boa mulher”, que se esforçaria para que tudo desse certo, pois ficar “solteirona” era um pecado capital. Um grande atestado de fracasso. Uma desgraça. 

E os casamentos aconteciam.... e se perpetuavam, como tinha que ser.

No entanto, possuindo condições de prover a própria existência e sendo independentes, as mulheres perceberam que não precisavam desesperadamente casar para serem felizes. Elas poderiam escolher. E se não achassem o “par perfeito”, estava tudo bem. 

Poderiam até realizar o sonho da maternidade – sem marido. Por que não?

Foi uma libertação. 

Atualmente as mulheres não querem mais casar por casar, somente para ter alguém. Ser sozinha não é mais uma vergonha. 

Elas querem alguém para amar. Alguém para suspirar de amor. E não importa se ele irá ou não prover a casa. Classe social, profissão, idade, e outros atributos importantes no passado, ficaram em segundo plano. Isso porque as mulheres atuais não precisam que alguém que as salvem. Elas já se salvaram.  

Talvez por isso os homens estejam mais receosos – não desiludidos. Porque sabem que as mulheres não ficam mais com eles porque precisam. Elas ficam porque querem. E isso já é outro departamento.

Por óbvio, ainda há mulheres que pensam diferente e procuram alguém que as amem – e que seja o provedor do lar.  E não há problema algum nisso. Todos são livres nas suas escolhas e ninguém pode julgar.

E vocês queridos leitores? Concordam? Contem pra nós!!

Abraços e até semana que vem.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito