Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Mulheres mais velhas com homens mais novos: Felicidade ou encrenca?

Por Débora Zanini 21/09/2022 - 07:00

A pauta de hoje foi definida por um leitor. Eis o tema, que veio via direct no Instagram: “A diferença de idade entre um homem e uma mulher é realmente um problema ou é apenas um preconceito bobo?”.

Tema espinhoso esse... Mas vamos lá:

Nós, meninas boazinhas que somos, criadas no sistema patriarcal, sempre ouvimos (sem questionar) que o homem deve ser mais velho que a mulher, para fins de relacionamentos amorosos. 

É quase um instinto primitivo, baseado na crença de que o homem deve ser o provedor, o chefe da família e por aí afora...

Esquecíamos que homens e mulheres são iguais, com a mesma capacidade intelectual, os mesmos direitos, anseios, preocupações, etc... E isso não tem nada a ver com feminismo (ou machismo). É fato.

Eu mesma já tive muitas reservas com essa questão de idade, eu confesso.

Mas ainda bem que tudo o que é primitivo um dia evolui, não é mesmo?

Até porque a mulher, atualmente, é dona do seu próprio destino. Ela trabalha, estuda, se cuida, é independente, tem a tecnologia em seu favor e está envelhecendo cada vez melhor.

Por isso, cada vez mais, vemos homens mais jovens querendo namorar mulheres mais velhas.

Tenho pra mim que essa mudança de paradigma se dá, primordialmente, porque as mulheres (mais velhas) são mais diretas, bem resolvidas, não fazem drama, não brigam por besteira, têm segurança palpável.

Elas têm opinião sobre tudo, inteligência emocional e, principalmente, potencial de parceria. Significa que ela vai despertar uma energia de força e crescimento no homem, vai acreditar nos sonhos do companheiro e ajudar a realizá-los. 

É por isso que sim, um relacionamento com diferença de idade pode dar certo.

Mas para que isso aconteça, devemos ponderar: 1) quão mais novo ele é? 2) as fases de vida são parecidas? 3) o que cada um busca? 4) qual é a faixa etária do casal?

Porque, convenhamos, quando a distância é gritante, há muitas chances de não dar certo. 

É claro que tudo depende de vários fatores, mas quando é algo muito contrastante, os problemas são previsíveis.

Analisem comigo: um homem de 20/25 anos que começa a namorar uma mulher com 60/70 anos de idade. Ora, as fases de vida são muito diferentes. Na minha opinião, vai complicar.

E isso nem é em razão do “número” e sim da MENTALIDADE.

A meu sentir, deve-se ver, principalmente, o contexto da faixa etária onde cada um está inserido e não necessariamente a distância entre as idades.

Por exemplo, uma mulher já resolvida profissionalmente com 30 anos de idade ou mais, dificilmente daria certo com um rapaz de 18 anos de idade, que ainda não sabe o quer e não trabalha.

Nesse caso, é fácil concluir que os momentos de vida são diversos.

No entanto, uma mulher de 50 anos (ou mais) poderia sim, dar certo com um homem de 30/35 anos, se ambos estiverem conectados na busca por objetivos convergentes.

Então, tudo depende da dinâmica do casal, da compatibilidade, dos gostos em comum, da parceria, das afinidades e da maturidade emocional de cada um.

Portanto, penso que uma diferença de 5, 10, 15, 20 anos é aceitável, desde ambos estejam bem resolvidos, emocionalmente conectados e com mentalidades parecidas. 

Enfim, conjecturas à parte, não existe fórmula da união perfeita. Esse texto reflete apenas uma opinião. Só você pode saber o que é melhor para a sua vida. Por isso, faça aquilo que te deixe feliz e procure se blindar dos comentários maldosos. No final dá tudo certo.

Concordam? Contem para nós.

Abraços e até semana que vem.
 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito