Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Existe amor à primeira vista?

Por Débora Zanini 30/11/2022 - 07:00

Queridos leitores! Hoje a pauta é romântica...e cor-de-rosa.

Vamos refletir um pouco acerca do amor e sobre esse fenômeno, que é o amor à primeira vista.

Sou uma pessoa muito prática e objetiva e, por isso, o “romance” nunca esteve na minha lista de prioridades.

O meu pragmatismo sempre me levou a focar em estudos, trabalho, carreira e afins....

Mas é claro que não sou nenhuma desalmada sem coração. Acredito sim no amor.

Só não havia refletido profundamente sobre a existência, ou não, do “amor à primeira vista”. Até agora...

Pois bem. Imaginem:

Você está em um lugar aleatório, e de repente esbarra em outra pessoa. Vocês se olham e o magnetismo é instantâneo. Ele (ou ela) é o seu “tipo” físico, o sorriso é encantador e parece que vocês já se conhecem. Fica estabelecida uma conexão que desafia a lógica.

Que bela cena de filme, não?

Hollywood é mestre nesses “encontros”. É um clichê, mas quem nunca sonhou com isso? Que atire a primeira pedra quem nunca desejou encontrar, casualmente, a “pessoa certa” e com ela ser feliz “para sempre”.

Tudo simples e descomplicado: sem drama, sofrimento, preocupações e perda de tempo. Algo leve, livre e solto.

Pois é...

Pesquisando sobre o tema, os especialistas contestam a expressão “amor à primeira vista”.

Dizem eles que o amor é algo duradouro, que somente pode ser construído com o tempo.

E mais: dizem que no máximo pode haver uma “paixão” à primeira vista e que geralmente esse sentimento não é recíproco.

Eu concordo em parte. Realmente, dizer que existe amor “instantâneo” é forçar um pouco a situação.

No entanto, ativando meu modo “romântico”, penso que a paixão pode ser despertada instantaneamente e pode ser recíproca, por que não? Ainda, acredito que o “esbarrão” aleatório pode sim ser algo forte e concreto. E pode virar amor com o tempo.

Logo, seguindo essa sequência – encontro casual que desperta a paixão, a paixão que leva a novos encontros, os novos encontros que levam ao amor – podemos concluir que sim, pode existir amor à primeira vista.

Aliás, já dizia Shakespeare, na sua famosa peça “Romeu e Julieta”: "O amor tem razões que a própria razão desconhece".

Concordam, queridos leitores? Contem pra nós.

Abraços e até semana que vem.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito