Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Violência contra a mulher será debatida em audiências públicas pelo estado

Deputada Marlene Fengler acredita que a situação é melhor que nos últimos anos, mas precisa evoluir
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 14/03/2019 - 13:02
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Foi aprovada na terça-feira (12) pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa dois requerimentos que tratam sobre a realização de audiências públicas para discutir a violência contra as mulheres. A ideia é levar informações e debates para diferentes pontos do estado. Em entrevista ao Programa Adelor Lessa, a deputada Marlene Fengler (PSD) explicou como vai funcionar.

“Temos que ter um espaço para garantir a segurança dessa mulher e a partir disso dar publicidade. A gente precisa conversar com os homens agressores, para tentar identificar porque eles fazem isso e conscientizar que ninguém tem o direito de bater em ninguém, ainda mais quando a outra pessoa é vulnerável”, comentou a deputada.

Segundo ela é preciso discutir o assunto, para ter boas conclusões. Acredita que é importante a criação de novos espaços para discussões do tipo. “Já está muito melhor, mas ela não tem nenhuma garantia que após a denúncia ela vai ter um local para ser acolhida. Uma das finalidades é buscar alternativas concretas para essa mulher ter onde ficar em segurança, para ela poder se qualificar caso não tenha e entrar no mercado de trabalho”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: