Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Via Rápida: de rodovia modelo a depósito de lixo

Quem usa a SC-446 se depara com objetos que vão desde uma televisão a restos de veículos 
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Criciúma, SC, 29/09/2020 - 16:52Atualizado em 29/09/2020 - 17:02
Foto: Gregório Silveira / 4oito
Foto: Gregório Silveira / 4oito

Quem utiliza a Via Rápida, que faz a ligação entre Criciúma e Içara, não deixa de notar uma boa quantidade de lixo nos acostamentos. A variedade é tão grande que chega a assustar.

No início da tarde dessa terça-feira, 29, havia desde um televisor até quase toda a parte interna de um veículo, com direito a bancos, tapetes e cinto de segurança. Caixas de papelão, garrafas de bebidas alcoólicas, carteiras de cigarros, sacos plásticos, restos de comida, tudo espalhado nas encostas e muitas vezes obstruindo as canaletas que deveriam escoar a água da chuva para evitar sujeira e acumulo de água na pista. 

Infelizmente o principal acesso a maior cidade da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) ao que tudo indica vem sendo usado como depósito de lixo por alguns moradores e motoristas que passam pelo local.

A rodovia foi estadualizada no final do ano passado e a manutenção agora é de responsabilidade do governo catarinense. Entramos em contato com a assessoria da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade que ficou de nos passar algumas informações a repeito da limpeza. Até o fechamento dessa matéria não obtivemos as respostas.