Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Veja o perfil dos novos reforços do Tigre

Clube deve anunciar em breve Jessé, Léo Costa, Warley e Gabriel Henrique
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma, SC, 10/05/2021 - 16:38Atualizado em 10/05/2021 - 16:39
Jessé é homem de confiança do técnico Paulo Baier (Foto: Divulgação)
Jessé é homem de confiança do técnico Paulo Baier (Foto: Divulgação)

Ainda falta a apresentação oficial, mas já treinam com o grupo principal quatro reforços do Tigre para a Série C: os volantes Jessé e Léo Costa, o meia Warley e o atacante Gabriel Henrique. Fazem parte de um processo de reformulação do Tigre, que começou na diretoria, passou pela comissão técnica e agora atinge o elenco.

Ao passo que quatro nomes devem ser anunciados em breve, três jogadores deixaram o Tigre logo ao fim do Catarinense: os laterais Emanuel e Léo Campos e o atacante Mateus Anderson. Os atacantes Eduardo Melo e Deividy, que ganharam minutos no estadual, retornaram para a base.

Reforços

Três dos nomes próximos a assinar contrato jogaram o Campeonato Catarinense: Jessé e Gabriel Henrique no Próspera de Paulo Baier e Warley no Concórdia, enquanto Léo Costa vem do interior paulista, ex-Santo André.

Warley no time de transição do Paraná Clube

Warley: meia-atacante de 21 anos, é filho do ex-atacante de São Paulo, Grêmio, Udinese e Seleção Brasileira, o Warley. O atleta treina com o elenco principal desde a quinta-feira da semana passada e vem em definitivo ao Tigre, após negociação que deve envolver porcentagem do passe ao Concórdia, seu ex-clube.

O meia foi revelado pelo Paraná, mas atuou pouco em Curitiba. Ganhou maior projeção no Concórdia, onde disputou o Catarinense em 2020 e 2021. No segundo semestre do ano passado, foi emprestado ao Novorizontino, onde atuou em oito partidas e marcou apenas um gol. Na equipe que avançou às semifinais da Série D e conseguiu o acesso, Warley alternou entre titular e banco de reservas: fez sete partidas, todas na primeira fase da competição.

Neste Catarinense, apesar de ser o principal destaque do Concórdia, não marcou gols em 10 partidas pelo Galo do Oeste. No estadual do ano passado, em nove partidas, balançou a rede duas vezes. 

Gabriel Henrique já treina com o elenco do Tigre (Foto: Heitor Araujo / 4oito)

Gabriel Henrique: atacante que atua preferencialmente no lado esquerdo, Gabriel foi um dos destaques do Time da Raça no estadual aos 25 anos. Em 11 partidas, fez dois gols, incluindo um golaço de fora da área contra a Chapecoense. 

Natural de Porto Velho, capital de Rondônia, Gabriel iniciou a carreira no Gênus. Pela equipe rondoniense, fez 25 partidas e marcou um gol: jogou a Série D em 2016 e 2017 e o estadual de 2017, no qual o Gênus alcançou a quarta colocação.

Antes de chegar ao Time da Raça, o atacante jogou em 2018 e 2019 no Atibaia, na Série A-2 do Paulistão. Segundo o site Ogol, em 26 partidas, não fez nenhum gol. No Próspera, foram 24 partidas e quatro gols marcados, dois na Série B e dois no Catarinense deste ano. 

Jessé: volante de contenção, Jessé chega pela primeira vez ao profissional do Tigre, depois de rondar pelo interior catarinense, gaúcho, paulista e passagem rápida pelo Crac, do Goiás. O camisa 5 é o mais experiente dos reforços que já treinam no Tigre, com 29 anos, e homem de confiança do Paulo Baier. 

O ano de maior destaque de Jessé fora do Próspera foi em 2016, quando defendeu o Ypiranga na Série C. Pela equipe de Erechim, o volante fez 32 partidas e marcou dois gols. 

Tem no currículo ainda clubes como Camboriú, Passado Fundo, Milsami Orhei, da Moldávia, Toledo, onde trabalhou com Paulo Baier em 2018, Barra, Sertãozinho e Atlético de Itajaí. 

No Time da Raça, Jessé foi campeão da Série C e da Série B do Catarinense ao lado de Paulo Baier. São 32 jogos pelo Próspera, com cinco gols marcados. 

Léo Costa jogou Série B pelo Sampaio Corrêa (Foto: Divulgação)

Léo Costa: natural do interior paulista, Léo Costa tem passagem pelo futebol catarinense no Hercílio Luz em 2019. Tem passagens pela Série C do Brasileirão, no Tupi em 2018, quando fez 25 partidas e marcou um gol,  e na Série B de 2020, pelo Sampaio Corrêa. No Maranhão foram 21 partidas e um gol marcado. 

Nesta temporada, Léo Costa foi contratado pelo Santo André para jogar o Paulistão. No entanto, lesionou-se na segunda participação pelo clube do ABC paulista. O jogador despediu-se do clube e está treinando desde a sexta-feira com o elenco do Tigre.