Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Veículo de conversão elétrica Inowattis faz testes em vias públicas de Criciúma 

Tecnologia vem sendo aprimorada nos últimos cinco anos de atuação 
Por Redação Criciúma, SC, 05/12/2022 - 11:52
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Desde que começou a pensar e trabalhar com carros elétricos, a equipe de professores e bolsistas da Satc, avançou muito. A primeira proposta, de converter um carro a combustão em elétrico, já tem uma cara nova. O Inowattis, o veículo que foi modificado em 2017, passou por uma reformulação completa. Hoje, ele está diferente, mais seguro e já desfila nas principais ruas de Criciúma.  

Em 2021, após novos estudos, a equipe do Núcleo Inowattis de Mobilidade Elétrica (NIME) da Satc, remodelou totalmente o veículo. "Refizemos tudo praticamente do zero, para atender às normativas de cabeamento, sistema de potência e inclusão de novas baterias", explica o professor Clauber Marques, coordenador do projeto.  

A troca de baterias foi um ponto crucial. Das primeiras, que eram de chumbo ácido e pesavam cerca de 240 quilos, a equipe optou por novas, de lítio, pesando 40 quilos. Além disso, nos primeiros testes o novo sistema de baterias se mostrou muito promissor, possibilitando 50 quilômetros de autonomia ao veículo. O NIME conta com o apoio da empresa Ecovolts no projeto. É ela que fornece a bateria de lítio para que o veículo consiga ter um bom desempenho.  

"A Ecovolts, por ser uma empresa que fornece soluções em armazenamento de energia, considera a importância de pesquisas e projetos que incentive o uso da mobilidade elétrica na sociedade. O carro elétrico além de ser um projeto visando a sustentabilidade é também um laboratório para criação de mão de obra qualificada para nossa região e para o nosso setor de atuação", ressaltou o engenheiro eletricista e que atua com projetos da Ecovolts, Elton Costa Gomes. 

Nos testes com o Inowattis já foi possível perceber avanços. "Nosso objetivo é tornar o carro mais confiável, garantindo a segurança de quem está conduzindo", pondera o coordenador do Núcleo Inowattis de Mobilidade Elétrica, Adelor Felipe da Costa.  

Além de acadêmicos de Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica e Engenharia Mecatrônica, o Núcleo também envolve professores e estudantes do curso técnico de Manutenção Automotiva, que já são preparados para atuar com os carros elétricos ou híbridos. Conforme Marques, aos poucos percebe-se um crescimento na quantidade de carros elétricos que circulam, mas é preciso pensar também nos que são a combustão e que serão convertidos para elétricos, como o caso do Inowattis. 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito