Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vai ser no voto

José Nazareno Marcelino e Guilherme Gomes são os dois concorrentes pela presidência da Larm
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 08/02/2019 - 09:59
Foto: Daniel Búrigo / Arquivo / A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo / Arquivo / A Tribuna

O prazo para a inscrição de chapas para concorrer a eleição da Liga Atlética da Região Mineira (Larm) se encerrou ontem. E dois grupos se inscreveram para disputar o pleito, no próximo dia 12 de fevereiro. O árbitro José Nazareno Marcelino e o corretor de imóveis Guilherme Gomes são os candidatos para assumir a presidência. O cargo será deixado por Emerson Lodetti, atual presidente, no dia 1º de março, quando se encerra o seu mandato que teve início em 2014.

Conforme Lodetti, as duas chapas inscritas atenderam todas as determinações do previstas no Estatuto da liga para conseguir a homologação na Larm. Na avaliação do atual presidente, cabe agora aos clubes definir qual dos candidatos correspondem as expectativas dos próximos anos da instituição.

“São bons nomes. O Nazareno é árbitro. Está um bom tempo no futebol, conhece o meio. O Guilherme já foi diretor de alguns clubes da cidade em campeonatos municipais, é conhecido, não tem rejeições”, afirmou.

No ano passado, Lodetti havia sinalizado apoio a intenção de candidatura de Edson Locks, hoje tesoureiro da Larm, em se tornar presidente, mas o nome dele não foi inscrito em nenhuma das chapas. Parte do grupo que também estava ao lado de Locks, se juntou a Gomes. Mesmo assim, Lodetti não declara apoio a nenhum dos grupos. “Estou totalmente imparcial. Apenas uma das chapas tem um nome dos que estavam presente na minha diretoria. Quem tem que definir o melhor são os times”, disse.

Meleiro avaliza as duas chapas

Para conseguir as inscrições, as chapas precisavam ter a assinatura de um terço de nove de dez clubes que disputaram a Primeira Divisão do Campeonato Regional da Larm no ano passado – o único clube não apto a assinar foi o rebaixado Inter de São Defende. As duas chapas tiveram pelo menos três assinaturas.

Pelo lado da Chapa União dos Clubes, seis clubes avalizaram o grupo, foram o Caravaggio, Metropolitano, Mãe Luzia, Rui Barbosa, Turvo e Meleiro. Na Chapa do Novo foram quatro equipes. Araranguá, Mesquita, Cocal do Sul e o mesmo Meleiro, o que é permitido.

“Quem for eleito, vai ter a missão de melhorar a liga em diferentes aspectos. Eu, no fim do mandato, não estava conseguindo fazer muita coisa. Mas a gente sabe, por exemplo, que é preciso buscar mais patrocínios. Desta forma também valorizar mais os clubes, nossa sede necessita de algumas reformas, então são desafios que serão enfrentados pela nova gestão”, completou Lodetti.

 

Chapas:

Membros Chapa União dos Clubes:

Presidente – Guilherme Gomes

Vice-presidente – William Pacheco

Vice-presidente – Marcelo da Costa

Vice-presidente – Avelino Bocianoski Ribeiro

Vice-presidente – Adroaldo Girardi

 

Conselho Fiscal:

Amauri Madeira

Enio Milanez

Luiz Paulo Gomes Vieira

 

Suplentes:

Samuel Amboni Milanez

Douglas Baldessar Ghislandi

Sérgio Otávio Da Soler

 

 

Membros Chapa do Novo:

Presidente – José Nazareno Marcelino

Vice-presidente – Ewaldo Zechner

 

Conselho Fiscal:

Euclides Biazotto

Jaci de Sá

Paulo Henrique Ramos

 

Suplentes:

Hélio Antônio Bortolatto

Luiz Paulo dos Santos

Gustavo Patrício