Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Urussanga ainda aguarda resultado dos testes em macacos mortos

Animais foram achados no mês passado e acenderam o alerta com relação à Febre Amarela
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Urussanga, SC, 20/06/2021 - 11:05
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quatro macacos mortos foram encontrados mortos em Urussanga neste ano, o que acende o alerta com relação à Febre Amarela. Porém, um mês e meio depois, os resultados do material recolhido dos animais ainda não foram divulgados. Conforme a Dive/SC, este é um processo que demanda um certo tempo, pois o material é encaminhado ao Laboratório Central (Lacen), em Florianópolis, que por sua vez envia ao laboratório referência, que neste caso é o FioCruz, do Paraná.

Dos oito casos de 2021, um é em Urussanga

Somente em 2021, Santa Catarina registrou oito casos de Febre Amarela, sendo que um foi confirmado em Urussanga. Os outros foram em Blumenau (1), Taió (1), Águas Mornas (2), Anitápolis (1), São Bonifácio (1) e Palhoça (1). O estado teve ainda três óbitos.

Segundo a Dive/SC, nenhum dos casos confirmados tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

Com relação às epizootias - conceito utilizado na veterinária para qualificar a ocorrência de um determinado evento em animais - Santa Catarina já tem o registro de 502 notificadas, das quais, 121 foram confirmadas para Febre Amarela e outras 52 estão em investigação.

Conscientização

Em Urussanga, a coordenadora da Vigilância Sanitária de Urussanga, Marília Barbosa, destaca que o ano passado foi de conscientização com relação à vacinação contra a doença. “Fizemos uma busca ativa, as agentes comunitárias passaram nas residências. Precisamos que as pessoas se cuidem e se vacinem, passem repelente quando entrarem nas matas. Não podemos esquecer das outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti”, enfatiza.


 

Tags: macacos mortos casos