Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Unimed Criciúma adquire primeiro robô para cirurgia ortopédica de SC

De tecnologia americana, o equipamento é voltado para procedimentos de próteses do joelho e quadril
Por Redação Criciúma, SC, 27/02/2023 - 21:02
Foto: Vanessa Amando/ Assessoria de Imprensa Unimed Criciúma
Foto: Vanessa Amando/ Assessoria de Imprensa Unimed Criciúma

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Maior precisão, menos dor, recuperação mais rápida e maior durabilidade das próteses são apenas algumas das vantagens do robô Mako, recentemente adquirido pela Unimed Criciúma para o Hospital São João Batista (HSJB). Da marca americana Stryker, esse é o primeiro equipamento robotizado para cirurgias de Ortopedia em Santa Catarina, sendo utilizado em procedimentos de artroplastia total do joelho e quadril – colocação ou substituição de próteses.

Trata-se da melhor e mais moderna tecnologia voltada para cirurgias ortopédicas no cenário de saúde atual, além de uma iniciativa inédita para Santa Catarina e a região Sul do estado. Até o momento, esse tipo de robô estava disponível apenas em grandes centros, como Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte.

Inclusive, foi na capital mineira que a equipe de Ortopedia e Traumatologia do HSJB recebeu o treinamento necessário para operar o equipamento. "A cirurgia robótica vem crescendo no mundo todo nos últimos anos, isso em diversas especialidades, uma delas a Ortopedia. A Stryker domina esse mercado e agora trouxemos essa novidade para Criciúma e todo o estado", afirma o presidente da Unimed Criciúma, Leandro Avany Nunes.

Segundo ele, o robô faz um mapeamento digital para guiar o médico no exato posicionamento dos implantes e as correções necessárias para que o paciente retome a função do membro de forma mais próxima do normal possível. Tudo isso com o apoio de uma equipe dos Estados Unidos, de onde vem a tecnologia.

Inicialmente é realizada uma tomografia pré-operatória, as informações são enviadas aos profissionais americanos e, dentro de 48 horas, eles entregam o planejamento cirúrgico. A partir disso, o procedimento já pode ser executado.

"Os benefícios são para a equipe médica e, principalmente, para o paciente. Ganhamos em precisão na colocação dos implantes, prolongamento da durabilidade das próteses e também é possível avaliar em tempo real como vai ficar o movimento do membro. Além disso, os estudos mostram que os pacientes apresentam menos dor e a reabilitação é mais precoce, o que acelera o retorno as atividades", finaliza Nunes.

Primeira cirurgia robótica ortopédica no HSJB

O robô Mako fez sua estreia no Hospital São João Batista nessa sexta-feira (24), quando os profissionais de Ortopedia e Traumatologia da instituição operaram um paciente de 50 anos. Morador de Criciúma, ele apresentava um quadro de artrose e dor com limitação de movimentos.

O procedimento durou cerca de 40 minutos e foi considerado um sucesso, no mesmo dia o paciente caminhou sem sentir dores. Ele recebeu alta hospitalar no dia seguinte e o processo de recuperação deve levar em torno de três meses.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito