Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Um quilômetro, esse é o tamanho do trecho que trava o projeto da Rodovia dos Trilhos

O impasse está na falta de entendimento entre a Ferrovia Tereza Cristina, detentora da área, e a comunidade
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Içara, SC, 16/07/2021 - 08:43Atualizado em 16/07/2021 - 08:57
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nessa semana prefeitura de Içara, comunidade de Vila Esperança e representantes da Ferrovia Tereza Cristina se reuniram para discutir o projeto para as obras da Rodovia dos Trilhos, que ligará a região norte de Içara a BR-101.

O impasse está em apenas um, dos cerca de dez quilômetros a serem pavimentados. A prefeita de Içara, Dalvânia Carsoso, participou do encontro como uma espécie de mediadora. “A Ferrovia Tereza Cristina, que é a detentora da área, disse que necessita construir um terminal intermodal onde passa o traçado e já pediu para que o projeto, nesse quilômetro, seja alterado e a comunidade não concorda com isso. O que queremos é resolver a situação, mas em hipótese alguma prejudicar a comunidade que não foi ouvida lá no início. Não adianta entrarmos em conflito o que temos é que resolver”, afirma a prefeita de Içara.

Para Benony Schmitz Filho, diretor da Ferrovia Tereza Cristina, trata-se de uma ação de segurança. “As coisas quando começam errado sempre causam problemas. Aquela estrada está dentro da faixa de domínio da ferrovia. Precisamos construir um terminal intermodal no lado do traçado. Imagina se não for assim. Se tivermos que fazer uma manobra em cima da pista. Isso vai levar muito tempo, obstruir a estrada e prejudicar motoristas e comunidade. Não adianta mudar o traçado apenas por que querem, temos que mostrar as necessidades e a segurança para todos”, aponta o diretor da Ferrovia.

Já para o líder da comunidade Jonathan Elias a comunidade sairá prejudicada. “Precisamos ser ouvidos. A comunidade é centenária e o trajeto que a ferrovia está sugerindo vai nos prejudicar e acabar com o estacionamento do cemitério. Nós queremos a obra, mas precisamos fazer o certo.”

Na próxima semana um novo encontro deve novamente debater o assunto. A Rodovia dos Trilhos, como está sendo chamada, leva também os nomes de Avenida Manoel Gregório Pacheco ao norte e Avenida Procópio Lima ao sul.
 
Rodovia
A via passa pela comunidade de Esperança e em frente ao Condomínio Empresarial Luiz Henrique da Silveira. A obra terá um custo de R$ 9,7 milhões e o convênio junto ao Estado será no valor de R$ 8,5 milhões, sendo o restante, R$ 1,2 milhão, contrapartida do Governo Municipal. O projeto global também contempla o novo acesso da Avenida Procópio Lima ao Anel Viário, se tornando a oitava ligação asfaltada ao município de Criciúma. Este será o terceiro acesso de Içara à BR-101. Os outros dois são a Rodovia Paulino Búrigo (SC-445) e a Via Rápida. O governo do estado já deu autorização para a obra em agosto do ano passado quando o governador assinou a ordem de serviço.