Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Um empate que anima o Tigre para a Série B (VÍDEO)

Técnico Cláudio Tencati gostou do que viu no 1 a 1 desta sexta-feira em Curitiba, em jogo-treino contra o Athletico
Por Denis Luciano Curitiba, PR, 25/03/2022 - 14:25 Atualizado em 25/03/2022 - 14:38
Fotos / Vídeo: Celso da Luz / Criciúma EC
Fotos / Vídeo: Celso da Luz / Criciúma EC

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Contando os dias para a estreia na Série B (dia 9 contra o CSA em Maceió) o Criciúma disputou jogo-treino na manhã desta sexta-feira (25) em Curitiba. No CT do Caju, empatou em 1 a 1 com o Athletico Paranaense, que saiu na frente com gol de Marcelo Cirino. Ainda no primeiro tempo, Rafael Bilu empatou para o Tigre. 

"Extremamente positivo", avaliou o técnico Cláudio Tencati. "O objetivo principal foi o ritmo de jogo, e jogamos contra um adversário qualificado, com a base praticamente titular da equipe. Enfrentamos hoje um nível técnico altíssimo de novo, do nível que foi o Goiás. Exigiu bastante da nossa equipe, ofensiva e defensivamente, e o comportamento da equipe foi muito regular. Mantivemos aquele padrão do jogo em Goiás, sofremos o primeiro gol, tivemos poder de reação e depois jogamos melhor", apontou. "A equipe está desenvolvendo um padrão bem claro, agora o objetivo é fazer gols para buscar as vitórias", observou.

O Criciúma saiu jogando com Alisson, Claudinho, Rodrigo, Zé Marcos e Marcelo Hermes, Léo Costa, Arilson, Marcos Serrato e Fellipe Mateus, Rafael Bilu e Lohan. As opções de substituições foram Kauã, Alan Dias, Renan Bressan, Eduardo Mello, Guilherme Silva, Léo Gonçalves, Lucas Xavier, Negueba, Renan Areias, Rômulo e Wellington Manzoli.

"Foi importante para a gente consertar os erros. É bem melhor jogar contra times de qualidade para a gente testar o que estamos treinando", avaliou Rafael Bilu, autor do gol tricolor. "O Tencati vinha me cobrando infiltração, havia o espaço para infiltrar, o passe do Arilson, ele foi feliz e deu certo", completou.

Ataque foi bem

Tencati aprovou o desempenho ofensivo do Criciúma. "Nossa equipe trabalha diversificando, não pode atribuir só ao Lohan, ao Bilu, aos que estão mais próximos, mas também o Serrato que tem liberdade para chegar, e os laterais também, ora o Arilson. Tivemos muitas diversificações", relatou. "O gol saiu de uma bola bem passada pelo Arilson, a infiltração do Bilu, teve outra chance que ele não dominou tão bem. Tivemos jogadas de linha de fundo também", destacou.

Nas trocas do segundo tempo, o ataque mudou. "No segundo tempo fizemos as trocas, entraram Bressan, Negueba e Lucas e tivemos seis finalizações, significa que a equipe manteve uma produtividade. Ótimo, mas se está tendo capacidade de construir é por estar saindo com qualidade do pé dos zagueiros, do Rodrigo, do Zé Marcos, dos volantes para chegar no setor ofensivo", destacou.

O estreante Negueba agradou. "Ele fez bem uma parte do segundo tempo, a outra parte caiu um pouco mais pelo ritmo de jogo. A qualidade dele se mantém, a capacidade de dominar, de arrematar, agora o que conta é o ritmo de jogo", observou.

O técnico fez uma comparação entre o Criciúma deste jogo-treino e o Tigre que abriu a temporada na Copa do Brasil, há quase dois meses, no empate em 0 a 0 com o Nova Iguaçu no Rio de Janeiro. "O nosso time lá do início do jogo contra o Nova Iguaçu era um padrão, agora já é outro padrão, os jogadores estão mais soltos", afirmou.

A consistência defensiva foi valorizada por Tencati. "Boa atuação, é a parceria, é a equipe. Se o sistema defensivo foi muito eficiente, pois os jogadores de frente foram obedientes, tem voltado para marcar e competir. Tanto os zagueiros quanto os laterais estão dando conta do recado", frisou. "Na Série B time que toma pouco gol tem grandes chances de estar entre os dez e buscar o acesso. E essa é a meta, tomar pouco gol e buscar gol, ganhou esse equilíbrio vai ter sucesso", indicou.

Quarta é no HH

O Criciúma fará mais dois jogos-treino antes da estreia na Série B. Na próxima quarta-feira (30), às 18h, o adversário será o São José de Porto Alegre no Heriberto Hülse, com portões abertas para a torcida. "Esse é um grande desafio por essa questão, vai aflorar o lado emocional, a primeira participação no nosso estádio diante do nosso torcedor. Tem esse clima, jogadores vão dar o seu melhor, é contra uma equipe de Série C que vai estar disputando um jogo importante, com base montada, será um grande desafio", comentou o técnico tricolor.

Depois de enfrentar o São José, o Tigre fecha a preparação para o Campeonato Brasileiro jogando contra o Juventude, em Caxias do Sul, no sábado da semana que vem (2).

Ouça a entrevista de Cláudio Tencati após o jogo-treino em Curitiba no podcast:

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito