Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Título roubado? Suzana Meller quase foi Miss Santa Catarina

Rainha do Centenário e Miss Criciúma em 1984, Suzana Meller contou suas histórias no Programa Do Avesso
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 06/10/2020 - 18:25
Fotos: Vitor Netto / 4oito
Fotos: Vitor Netto / 4oito

O Programa Do Avesso recebeu mais um grande nome da beleza criciumense. Com dois importantes títulos no mundo das passarelas, Suzana Meller, foi a convidada do programa desta terça-feira, 6, na Rádio Som Maior. Suzana foi Rainha do Centenário em 1980 e Miss Criciúma em 1984 e quase chegou a ser Miss Santa Catarina do mesmo ano, ficando para trás por poucos pontos. Depois de 17 anos, ela descobriu que o seu título havia sido roubado. Ela contou tudo no programa Do Avesso. 

Miss Centenário

Em 1979, começaram as preparações para as festividades do centenário de Criciúma. Aos 17 anos, Suzana ela foi convidada para concorrer ao concurso, em meio a 79 candidatas. "No ano do centenário, em 1980, eu fui Rainha do Centenário. Eu fui para o concurso representando o Colégio Marista, que era onde eu estudava", comentou. 

Conforme ela, teve o aval de seu pai para participar da competição. "Eu cheguei em casa e falei 'pai, eu fui escolhida para representar o colégio na festa do Centenário' e ele respondeu 'Se fosse para concurso de Miss, eu não aceitava, mas como era para representar a cidade eu deixo'. Mal ele sabia que depois de quatro anos eu ia participar do concurso de Miss", completou. 

No cargo, Suzana teve que cumprir todos os eventos do aniversário de Centenário da cidade, participando de jantares, festas e eventos. 

Miss Criciúma e Miss Santa Catarina

Em 1984, Suzana foi Miss Criciúma. Ela ganhou o concurso e foi competir a disputa estadual para ser Miss Santa Catarina. Ela ficou entre as cinco últimas finalistas. "Foi muitos criciumenses para lá, pois realmente acreditavam que o título era nosso. E lá sim foi um grande concurso, com diversos trajes e adereços", explicou. 

Na competição, a Miss Itajaí ganhou o concurso estadual. Neste momento, Suzana já achou um pouco estranho, pois ela representava Itajaí, mas era de Blumenau. 

Reviravolta na competição 

Por pouco Suzana não foi Miss Santa Catarina e somente em 2001 ela soube que o seu título foi roubado. "Eu encontrei o Airson Soares da Rosa na Praça Nereu Ramos e ele sempre me chamava de Miss Santa Catarina e eu corrigi ele, falando que era só Miss Criciúma. E ele me perguntou ‘Tu não sabes que o teu título foi roubado?'", contou. 

E foi por meio de Airson, 17 anos depois, que Suzana soube que o seu título havia sido roubado. "Terminou o concurso e eu fui embora. E eu pensei 'Era para ser dessa forma'. E então em 2001 o Airson me encontrou e falou que ia escrever uma crônica no jornal contando essa história", contou. 

Na crônica, Airson conta que os bilhetes foram trocados propositalmente, tirando o título de Suzana e dando o título para a Miss Itajaí. "Mas, na apresentação final um tal colunista, que era o apresentar, trocou as fichas da nossa candidata e deu o título para a tal Miss que era de Blumenau. Foi um silêncio só no pavilhão. As vaias e protestos nada adiantaram. Acuado e com medo, o apresentador fugiu pelas portas dos fundos do palco", contou Airson na sua crônica. 

Crônica de Airson em 2001 (Foto: Divulgação)

Essas e outras histórias foram contadas por Suzana no programa Do Avesso.

Ouça a entrevista completa