Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Terceira pior campanha nos últimos sete jogos

Desde a 30ª rodada, Tigre fez apenas quatro pontos dos 21 disputados; menos que isso, só os já rebaixados times do Boa Esporte e do Juventude
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 13/11/2018 - 07:54
Suspenso pelo terceiro amarelo, Marlon Freitas é desfalque para o jogo contra o Vila Nova/Foto: Guilherme Hahn/Especial
Suspenso pelo terceiro amarelo, Marlon Freitas é desfalque para o jogo contra o Vila Nova/Foto: Guilherme Hahn/Especial

“Já era para a gente estar em uma situação mais confortável”, disse o volante Marlon Freitas na tarde de ontem, depois do grupo se reapresentar no Centro de Treinamentos Antenor Angeloni após o empate contra o CRB. O Criciúma vem adiando a garantia da vaga na Série B do ano que vem nas últimas rodadas. Depois de ficar sete jogos sem perder, o momento do Tigre agora é bem diferente. Com o 3 a 3 diante dos alagoanos no fim de semana, mesmo depois chegar a estar com dois gols de diferença à frente no placar, faz o tricolor completar, agora, sete jogos sem vencer.

A campanha do Criciúma nas últimas rodadas não é nada positiva. Ao somar a pontuação dos times nas últimas sete rodadas, o Tigre possui uma campanha melhor somente que a equipe dos já rebaixados Juventude e Boa Esporte. Dos últimos 21 pontos disputados, o carvoeiro conseguiu conquistar apenas sete. Até mesmo o Sampaio Corrêa, que já está confirmado na Série C do ano que vem, fez mais pontos que o Criciúma nos últimos sete jogos.

“Acho que tem faltado mais malandragem para a gente. Fazer o que os adversários fazem quando estão ganhando de nós. Temos que saber segurar mais a partida, valorizar as faltas. Perdemos muito pontos em casa. Foi assim contra o Coritiba também. A gente estava ganhando de 2 a 0 e deixamos empatar. O torcedor está certo em cobrar”, afirmou Marlon Freitas.

Além do Criciúma, nas última sete rodadas só o Oeste não conseguiu vencer uma partida. Foram seis empates e uma derrota para o time paulista. Até mesmo os Juventude e o Boa Esporte conseguiram vencer ao menos uma partida, os únicos três pontos dessas equipes nos últimos sete jogos.

Pressão nos dois últimos jogos

Basta uma vitória para o Criciúma chegar ao seu objetivo. A sequência da tabela, reserva Tigre um confronto fora de casa contra o Vila Nova, que ainda possui chances do acesso. Depois o adversário será o Sampaio Corrêa, desta vez em casa. “Vamos sofrer até o fim do campeonato”, afirmou Mazola Júnior na coletiva ao fim da partida diante do CRB.

Ontem, a diretoria e a comissão técnica tiveram uma reunião para falar sobre a postura dos jogadores nos próximos compromissos. Uma nova conversa também deve ser feita com os próprios atletas reafirmar o compromisso de fazer boas partidas, nos últimos dois jogos do Tigre na temporada.

“Estamos muito preocupado com o desempenho dentro de campo. Fora do gramado, o clube está honrando com os seus compromissos e eles precisam fazer a parte deles também”, frisou o superintendente Robson Izidro.

Apesar dos boatos sobre mal comportamento extracampo dos jogadores, Izidro garante que este não tem sido um problema recorrente. “Desde que estou no clube eu recebi apenas uma reclamação sobre esse tipo de conduta. Foi recentemente, mas já foi conversado com o responsável sobre isso”, apontou.

Antes da partida de sábado, os atletas tiveram que se concentrar desde quinta-feira. Nas últimas semanas, a comissão técnica também optou por ser pela manhã, mas o superintendente afirma que não há nenhuma relação. “Não, isso foi escolha da própria comissão. Nossa preocupação é mais com o que os atletas tem apresentado dentro de campo, do que fora”, completou.

Marlon Freitas marcou seu primeiro gol com a camiseta do Criciúma ao abrir o placar no sábado. Só que ele está suspenso para o jogo contra o Vila Nova por conta do terceiro amarelo. Mesmo assim, garante que a equipe está determinada a acabar com as chances de rebaixamento logo. “Eu não vou jogar, mas vou torcer. O time vai entrar em campo desta vez já sabendo dos resultados. As equipes que estão brigando com a gente jogam antes. Vamos secar, mas não adianta querer que os outros nos ajudem se a gente não fizer a nossa parte”, acrescentou o volante.

Pontuação nas últimas sete rodadas:

Ponte Preta – 19 pontos

Fortaleza – 15 pontos

Londrina – 15 pontos  

Brasil de Pelotas – 15 pontos

Avaí – 12 pontos

CSA – 12 pontos

Vila Nova – 11 pontos

CRB – 11 pontos

São Bento – 10 pontos

Atlético-GO – 9 pontos

Coritiba – 9 pontos

Paysandu – 9 pontos

Sampaio Corrêa – 9 pontos

Goiás – 8 pontos

Guarani – 7 pontos

Figueirense – 6 pontos

Oeste – 6 pontos

Criciúma – 4 pontos

Juventude – 3 pontos

Boa Esporte – 3 pontos