Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sorteios em Instagram e Facebook são ilegais

Plataformas não permitem o uso de seus mecanismos como métricas para a ação
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 05/08/2020 - 11:26Atualizado em 05/08/2020 - 11:28
Foto: iStock
Foto: iStock

Praticamente todo usuário de internet que possui uma conta no Instagram ou no Facebook já foi marcado por alguém em algum sorteio, seja para ganhar uma tatuagem, dinheiro, maquiagem ou um produto em específico. Apesar de ser bastante comum entre os brasileiros, realizar sorteios por essas duas plataformas é, na verdade, ilegal. 

De acordo com a publicitária e especialista em Marketing, Alessandra Koga, tem duas regras que tornam ilegais esses típicos sorteios das redes sociais. O primeiro deles diz respeito às regras do próprio Instagram e Facebook e, o segundo, é referente até mesmo à Caixa Econômica Federal.

“A regra do Facebook e Instagram é de proibir o uso de qualquer mecanismo das plataformas como métrica para sorteio. Então quando uma pessoa pede para curtir, compartilhar e marcar dois amigos para concorrer, ela não pode fazer isso, não pode usar como artifício para ganhar algo”, declarou Koga.

Já a Caixa só permite que os sorteios sejam feitos mediante um registro na própria instituição financeira - o que não é feito na maioria esmagadora dos sorteios de redes sociais. “Quem registra na Caixa são os shoppings, por exemplo, em prêmios de final do ano”, comentou.

Dessa forma, aquele ritual de: curtir, seguir determinados perfis, compartilhar o post nos stories e marcar dois ou seis amigos na publicação para concorrer à algo é ilegal. Realizar um sorteio pode acabar resultando em uma denúncia por parte de usuários e fazendo com que a empresa ou perfil que organizou a ação perca sua conta.

“Ou o Instagram bane a sua conta ou coloca ela para dormir por uns três dias. Na Caixa, dá para ligar e denunciar também por falta de registros”, pontuou a publicitária.