Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Skate: Parceria e atividade física sem estresse

Modalidade reúne praticantes de diversas idades e classes sociais
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 19/10/2017 - 15:27Atualizado em 19/10/2017 - 15:30
(foto: Erik Behenck)
(foto: Erik Behenck)

Manter uma rotina composta por exercícios físicos não é tarefa fácil para muitas pessoas, mas ela pode ser superada com a ajuda do skate. O esporte exige pouco esforço físico, conta com diversas categorias e é uma atividade extremamente divertida. Uma ótima alternativa para quem deseja abandonar o sedentarismo e adotar um estilo de vida mais saudável.

“A criança tem que ter a iniciativa de pedir um skate. Depois você pode incentivar. Todo mundo tem uma história no skate, você vê pessoas de 11 anos andando e outras com mais de 30”, destaca o fotógrafo e skatista, Tiago Darolt.

Mais do que simplesmente um esporte, o skate se tornou um estilo de vida. “O skate é o único esporte que eu posso ir para São Paulo sem conhecer nada e conseguir uma casa para ficar”, imagina Tiago.

A modalidade exige equilíbrio e dedicação, mas além disso, assim como todos os esportes, proporciona inúmeros benefícios e uma coisa é certa: quanto mais você andar, mais vai cair. Em Criciúma o skate não tem muito apoio, gerando até dificuldades para praticar. 

“É um problema do poder público. O skate é meio deixado de lado aqui em Criciúma. Próximo de eleições aparecem promessas, mas ficam só nisso”, afirma o skatista Rui Scotti.

No início os skatistas eram vistos com preconceito, mas isso vem sendo superado, hoje o esporte une diferentes grupos de pessoas. “Às vezes tem só uma pista e a fotografia não fica muito legal. O skate tá bem eclético, hoje em dia alguns usam calça larga, outros calça colada”, analisa Tiago.

Para completar, o skate passará a fazer parte do programa dos Jogos Olímpicos, a partir da edição de 2020.