Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sindicato dos Mineiros mantém assembleia para eleição

Mandado de segurança aceito pela Justiça aponta desrespeito ao prazo de convocação da assembleia de criação da Comissão Eleitoral
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Criciúma, SC, 15/10/2020 - 18:32Atualizado em 15/10/2020 - 18:42
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Mesmo com mandado de segurança contra, o Sindicato dos Mineiros decidiu manter a assembleia de criação da Comissão Eleitoral para o processo das eleições da próxima diretoria da entidade. "Como o edital é claro, vamos manter o assembleia. Depois suspendemos os efeitos da mesma até que seja decidida a liminar", informou ao 4oito o advogado Gilvan Franscisco, que atua pelo sindicato.

Nessa quinta-feira, 15, um mandado de segurança foi acatado pela Justiça para suspender a assembleia. Segundo o pedido, não foram respeitados os prazos legais de publicação do edital. Diz que somente no dia 10, sábado passado, houve a publicação da convocação, cuja única ordem do dia seria a formação de “Comissão Eleitoral”, designando a data desta quinta para a sua realização de forma virtual.  

No mandado impetrado, argumenta-se ainda que entre a data de publicação do edital e a data designada para a assembleia não está transcorrido o prazo mínimo estabelecido no estatuto e que a sua manutenção causará enormes prejuízos ao processo eleitoral da entidade sindical. Porém, o Sindicato dos Mineiros rebate a informação. "Nós publicamos no dia 9 e não no dia 10. Mas mesmo assim vamos aguardar a Justiça se pronunciar", completou o advogado.

Já o atual tesoureiro do sindicato, Leandro Formentin, que encaminhou o mandado de segurança, acusa o atual presidente, Djonatan Elias, de publicar o edital na sexta-feira, 9, mas após o horário do expediente, sem o consentimento da diretoria.