Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Serra da Rocinha será liberada ao trânsito durante recesso das obras

A via poderá ser acessada em qualquer horário no período
Redação
Por Redação Timbé do Sul - SC, 03/12/2019 - 17:19Atualizado em 03/12/2019 - 17:31
Arquivo: 4oito
Arquivo: 4oito

Uma obra que se arrasta há anos será liberada durante o período de férias coletivas do consórcio responsável. A Serra da Rocinha será liberada para trânsito de veículos leves - automóveis e motocicletas - entre os dias 19 de dezembro e 5 de janeiro. As obras são de  implantação e pavimentação da BR-285/RS/SC no Lote 2, em Timbé do Sul. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) salienta que haverá tráfego em meia pista nos segmentos onde foi iniciada a pavimentação, reforçando a necessidade de atenção e respeito às orientações de segurança. A partir do dia 6 de janeiro, o trecho voltará a ser interditado com possibilidade de passagem duas vezes por semana para usuários cadastrados.

Com a largura da plataforma da estrada reduzida, veículos de grande porte (caminhões e ônibus) não serão permitidos no trecho. Durante o recesso das obras não será exigido o Termo de Responsabilidade, no entanto, é importante salientar que há fatores de risco associados às características topográficas e climáticas da região, incluindo a constante presença de neblina e chuvas fortes. 

Pavimento rígido em execução

No final de novembro foi iniciada mais uma etapa da pavimentação da serra. As placas de concreto de cimento Portland possuem 22 centímetros de espessura e são colocadas por cima da sub-base de concreto compactado a rolo (CCR) com o auxílio de uma pavimentadora - máquina que aplica o material e faz o nivelamento da pista - em faixas de 3,5 metros de largura. A cada cinco metros, barras de transferência são posicionadas nas juntas transversais e longitudinais, permitindo a correta transferência dos esforços entre as placas de concreto e restringindo o empenamento. O prazo para o material atingir a resistência de projeto é de 28 dias.

    Com cerca de 70% das obras concluídas no lote catarinense, vale destacar ainda a conclusão de três dos quatro viadutos da serra, os quais têm a função de aperfeiçoar o traçado com a suavização das curvas mais fechadas. Nos segmentos do Contorno e do trecho urbano de Timbé do Sul seguem em andamento as obras complementares (calçadas) e de sinalização viária.