Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sentimento de gratidão durante drive-thru da Escola S

Iniciativa foi promovida para amenizar distância entre alunos e professores, e chamou atenção pelo carinho recebido dos pais e responsáveis
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 27/09/2020 - 09:06
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A manhã ensolarada deste sábado, 26, contribuiu para mais uma edição do drive-thru da Escola S. Alunos e professores da educação infantil e fundamental puderam se encontrar e aliviar a saudade. Durante todo o dia, os alunos puderam passar na instituição, ganhar o carinho dos educadores, além de receber atividades para serem realizadas em casa. Em especial, um dos sentimentos mais evidentes era o de gratidão entre pais e professores.

Conforme a professora de Ciências e Educação Tecnológica, Aline Sabino Chrispim, a distância dos estudantes teve um grande impacto em sua rotina. “É uma emoção muito grande rever os nossos alunos, mesmo que seja por pouco tempo. Conversando com eles pela tela do computador, não é igual ao  sentimento que é estar aqui, recebendo uma palavra de carinho, de conforto, e ver os olhinhos deles brilhando é muito emocionante”, comenta. A professora também ressaltou o papel dos pais neste momento. “Eles estão nos auxiliando muito e, a gente sempre buscou essa parceria de escola e família, então ver os pais com este sentimento de gratidão nos deixa muito feliz”, complementa.

No ensino fundamental os alunos das turmas do 1° ao 9° ano, receberam maletas literárias com obras de Monteiro Lobato e Ziraldo. “Além do reencontro afetivo e necessário, nosso drive-thru de hoje tem o objetivo de entregar um presente muito especial aos nossos alunos, que foi pensando com muito carinho por nossa Escola S. Oportunizar um momento prazeroso com a literatura brasileira, potencializando ainda mais as habilidades leitoras e escritoras das nossas crianças,  ampliando  o gosto pela leitura ”, comenta a coordenadora pedagógica e de Qualidade Educacional (CPQ) da Escola S, Fabiana Martinello Paez.

A nutricionista Fátima Ardissone, mãe dos alunos Franco e Tomás, fala sobre os desafios dos filhos não estarem frequentando a sala de aula. “Em casa é mais desgastante para manter uma rotina de estudo, mas estamos administrando como podemos. Estou sem trabalhar para poder dar uma atenção maior, pois acaba que eles ficam mais carentes. Aqui é bonito de ver o empenho da escola em manter este vínculo, o carinho e trazer as necessidades deles como prioridade”, ressalta. Feliz em receber a maleta literária, o pequeno Tomás, de 7 anos, vibrou ao ver que dentro continha as obras de Ziraldo. “É bem legal estes livros aqui, eu já estava quase ficando sem livros em casa, então que bom que apareceu estes livros. Gosto muito de ler, principalmente do Menino Maluquinho. O final de semana vai ser bem longo, cheio de leitura”, explica.