Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Selo Prodetur + Turismo: reconhecimento garante acesso a recursos

Criciúma é o terceiro município da região Sul a receber o certificado que facilita financiamentos para a área turística
Por Redação Criciúma - SC, 15/10/2018 - 16:18Atualizado em 15/10/2018 - 16:19
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

R$ 5 bilhões. Esse é o valor disponibilizado pelo Ministério do Turismo para apoiar estados e municípios de todo o país que desejam ampliar sua infraestrutura na área turística, através do Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur + Turismo). A iniciativa permite acessar recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (Caf), Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bid) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes).

Para conquistar o Selo Prodetur + Turismo, que garante acesso a esses recursos, o município interessado tem de integrar o Mapa do Turismo Brasileiro. Criciúma atende a esse critério, e é integrante da Instância de Governança Encantos do Sul, que agrega 32 municípios da região, de Garopaba até Forquilhinha, o que lhe garantiu a entrega do selo de qualificação. O prefeito Clésio Salvaro, acompanhado do diretor da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Serginho Zappelini, recebeu o certificado, na última sexta-feira (12), em evento realizado no município de Bom Jardim da Serra.

Na região Sul do estado, apenas Forquilhinha e Cocal do Sul já obtiveram o selo. Segundo o diretor de Turismo da FCC, Ismail Ahmad Ismail, com o selo Criciúma fica apta a pleitear recursos junto aos bancos de financiamento. "O reconhecimento demonstra que o município está se dedicando a projetos para o desenvolvimento turístico da região. Poucas cidades no estado possuem este certificado", comemora Ismail.

Com o reconhecimento, o Governo Municipal apresentará projetos Selo Prodetur + Turismo para pleitear financiamentos para iniciar obras no município. Entre elas, a construção das Casas Étnicas no Parque das Nações, a criação do Centro de Atendimento ao Turista, conclusão do Parque dos Imigrantes e do Centro Cultural Jorge Zanatta.