Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Secretário de Saúde estuda classificar a educação como serviço essencial

Conforme o secretário estadual, André Motta Ribeiro, que também apoia a ideia, a medida será analisa nas próximas semanas
Vitor Netto
Por Vitor Netto Florianópolis - SC, 19/11/2020 - 16:30
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Representantes do setor de educação do estado, juntamente com o secretário do Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, órgãos como Vigilância em Saúde e a Secretária da Educação, estiveram reunidos nesta quarta-feira, 18, para construir estratégias de retorno presencial das aulas em Santa Catarina. As atividades escolares estão suspensas devido a pandemia do novo coronavírus e o grupo estuda medidas seguras para o retorno. Para o secretário, há também o estudo para que a educação seja considerada como um serviço essencial.

Conforme o Secretário, o Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) já completou 240 dias de atividades. O colegiado é formado por diversas instituições de diversos setores, que tem o objetivo de analisar e criar as portarias estaduais, incluindo as portarias que tratam do retorno das atividades escolares.

"Na semana passada nós tivemos que fazer uma portaria retrocedendo em toda a evolução de gestão desta crise no setor de educação, por uma decisão judicial. Por conta disso, eu tomei a atitude de convidar representantes dos setores e a secretaria de educação para que pudéssemos conversar a respeito, das necessidades que são emergencias para que se retome essas atividades de forma segura. As nossas crianças precisam ser protegidas", explicou Ribeiro. 

TJSC suspendeu aulas. Estado e Município aguardam orientações

Na análise do secretário, a reunião foi produtiva, até mesmo promovendo a ideia de classificar a educação como um serviço essencial. "A partir dai conseguimos evoluir bastante, inclusive trazendo representantes do setor para dentro do Coes. Ainda vamos analisar a possibilidade de discutir a educação como serviço essencial, uma ideia que eu apoio. Acho bastante interessante e conveniente", enfatizou Ribeiro. 

Segundo ele, a partir da próxima semana mais reuniões serão realizadas para estudar o retorno da educação. "Então a partir da semana que vem, os representantes dos setores de educação estarão junto com a gente no Coes e trabalharam para que consigamos trazer segurança ao processo", afirmou.
 

Tags: coronavírus