Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Secretaria de Saúde entrega R$ 90 mil em materiais odontológicos

Consultórios portáteis foram adquiridos pelo município
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 23/04/2019 - 15:27Atualizado em 23/04/2019 - 15:27
Foto: Maria Henrique Leandro
Foto: Maria Henrique Leandro

A Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria de Saúde, adquiriu equipamentos de consultórios portáteis para melhor atender pacientes acamados ou que não podem se deslocar até uma Unidade Básica de Saúde (UBS). O ato de entrega dos materiais, totalizando um investimento de R$ 90 mil, foi realizado nesta terça-feira (23), no Salão Ouro Negro, no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Os consultórios portáteis serão utilizados para atendimentos domiciliares. Com eles é possível realizar serviços de limpeza bucal, restaurações, remoção de tártaro e algumas cirurgias simples. Também foram entregues aparelhos de lazer terapia, que auxiliarão no atendimento de pacientes que apresentam diagnósticos de algum tipo de neoplasia, principalmente, cabeça e pescoço, visando proporcionar uma boa qualidade de vida em decorrência do tratamento.

O encontro contou com a presença do prefeito Clésio Salvaro, do vice-prefeito Ricardo Fabris, da secretária de Saúde Francielle Gava e dos dentistas que atendem nas UBS. "O bastante nunca é o suficiente. Nós precisamos, cada vez mais, oferecer saúde de qualidade e, acima de tudo, saúde humanizada. Esse deve ser o foco dos gestores: atender pessoas em suas principais necessidades", diz Salvaro.

De acordo com Francielle, os consultórios vêm para trazer uma maior humanização ao atendimento. "Sabemos que toda saúde começa pela boca e, por isso, queremos juntar as duas coisas: a humanização com a qualidade da assistência prestada", comenta.

Para o coordenador da Saúde Bucal, David de Freitas, esse ato é uma cara nova para a saúde do município. "É uma cara de inovação, de um atendimento que não tinha e que agora vai passar a ter, passando a proporcionar uma maior qualidade de vida a estes cidadãos", afirma.