Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

“Se não houver acordo poderá ter sim uma nova paralisação”, afirma presidente da Fetrancesc

Ari Rabaiolli diz que é necessário diálogo entre trabalhadores e governo
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 19/10/2021 - 18:41Atualizado em 19/10/2021 - 18:43
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), Ari Rabaiolli, não descarta a possibilidade de uma nova paralisação dos caminhoneiros, como ocorreu em 2018.  “Não podemos subestimar este movimento. Se não houver acordo entre caminhoneiros e Governo Federal poderá ter sim uma nova paralisação. Ou a polícia dá a segurança para as empresas transitarem, garantam o direito de ir e vir, ou vai ter a paralisação. A adesão é um conflito daquele que quer trabalhar, mas é parado nos bloqueios, quando a  polícia permite que este bloqueio seja feito pelos manifestantes”, comenta.

Ele destaca ainda que é necessário um diálogo entre o setor e o Governo Federal. “O diálogo sempre é necessário em um momento deste, mas o que os caminhoneiros estão cobrando é a tabela do frete, o tempo para aposentadoria e agora uma mudança na tabela do preço do diesel. Porque a Petrobras que tem 80% da produção de combustíveis, custo em reais, tem que seguir a variação internacional”, pontua.