Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

SC-442: Além da economia, a melhoria da qualidade de vida das pessoas

Nesta quinta-feira, governador Carlos Moisés assinou a Ordem de Serviço para o término da pavimentação da rodovia entre Morro da Fumaça e Cocal do Sul
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Cocal do Sul, SC, 20/05/2021 - 16:23Atualizado em 20/05/2021 - 17:44
Fotos: Heitor Araujo/4oito
Fotos: Heitor Araujo/4oito

A pavimentação da Rodovia SC-442, entre Morro da Fumaça e Cocal do Sul iniciou há anos, mas também parou há anos. O sonho de moradores e empresários ao longo da via, ou daqueles que precisam dela, ficou pela metade.
Porém, nesta quinta-feira, 20, mais um passo foi dado para que, finalmente, os pouco mais de três quilômetros que ainda faltam ser pavimentados, finalmente recebam o asfalto. No início de sua agenda pelo Sul do estado, que irá até esta sexta-feira, 21, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), foi até Cocal do Sul para assinar a Ordem de Serviço para a obra. 

Moradores que sofrem com a situação estão no distrito de Estação Cocal, em Morro da Fumaça. O projeto de pavimentação prevê um “desvio” por fora da comunidade, mas enquanto ele não sai, os veículos pesados continuam passando pela área central do distrito. “Às vezes a gente associa muito ao escoamento da produção, e não tiramos este valor, mas quem vive especialmente em Estação Cocal sabe o que representa esta espécie de contorno que vai ser a nova diretriz da SC-442, então esta é uma grande obra, muito importante para a região, que vai trazer desenvolvimento e melhorar a vida das pessoas”, enfatiza o secretário de Estado da Infraestrutura, Tiago Vieira. 

O governador, Carlos Moisés revela que o andamento para a obra não aconteceu no tempo que era de sua vontade. “Tivemos alguns problemas. Esta é uma modalidade que integra projeto e execução de obras e o Tribunal de Contas do Estado pediu para avaliar de novo, e ali perdemos mais um tempo, mas conversando, explicando, foi liberado. Viemos aqui para fazer uma entrega, uma formalidade mas é uma alegria em ver que conseguimos construir esta parceria a várias mãos”, fala.

Governador Carlos Moisés da Silva fala da importância da SC-442:

 

O governador ainda reforça o impacto que o término da obra vai gerar em todo o Sul do estado. “É uma região que vai ser impactada por estas obras. Sei que tem outras demandas e nós vamos dialogar para que possamos atender e estou de volta ao governo e este é mais um motivo para estar aqui novamente”, cita.

Entrega ainda no Governo Moisés

São 3,2 quilômetros em Morro da Fumaça e 762 metros em Cocal do Sul, que ficarão a cargo do consórcio Setep – Iguatemi, que fez a menor proposta no processo licitatório: R$ 8,4 milhões. “Esta é a mais uma importante conquista do governo Moisés. Havíamos anunciado a licitação e conseguimos ter êxito, vencer a parte da burocracia e hoje assinamos a Ordem de Serviço, que tem algo especial na parte da gestão pública porque é a primeira obra de rodovias com contratação integrada para dar mais agilidade no que se refere às máquinas na pista. Isso significa que a empresa tem 60 dias para revisar o projeto e o mesmo consórcio de empresas depois já inicia a obra”, explica Vieira.

Um dos trechos mais críticos está em frente à empresa Eliane, em Cocal do Sul. Foto: Divulgação

Distância 21 quilômetros menor

Quando se fala que a rodovia favorecerá a economia, isso se comprova em um número, externado pelo secretário Tiago Vieira. “A infraestrutura é importante porque potencializa economia, que vai gerar emprego e renda e esta obra tem um potencial incrível, pois vai diminuir em 21 quilômetros o escoamento da produção”, enfatiza.

No dia que Morro da Fumaça comemora 59 anos de emancipação político-administrativa, Vieira fala que o município ganha um presente.  “Outro grande pilar da importância da infraestrutura é a vida das pessoas. E é por isso que hoje o distrito de Estação Cocal, aquele desejo antigo de não ver caminhões carregados passando na via que não tem condições para aquela estrutura, gerando insegurança, esta obra vai resolver aquela demanda antiga”, pontua.

Secretário de Estado da Infraestrutura, Tiago Vieira, comenta sobre a assinatura da Ordem de Serviço para o término da SC-442:

O prefeito de Cocal do Sul, Fernando De Fáveri (MDB), voltou no tempo para relatar um pouco da luta e da importância da obra. Recordou de ex-governadores e ex-prefeitos, com quem tudo começou. “A história começa com o projeto lá atrás. Lembro em 2010, quando sai de Estação Cocal com o saudoso Pinho Maragno, casa por casa para fazer um movimento sobre esta estrada, que escoa a nossa produção. O desenvolvimento passa pela abertura de novas estradas, como vai ser em Morro da Fumaça. O presente de hoje é para Morro da Fumaça que comemora hoje 59 anos de emancipação, e que tem o maior trecho desta obra. Esta rodovia será concluída pelo governador que aqui esta, que vai concluir este ciclo. Trazendo um final feliz, a conclusão de uma obra tão sonhada, não só pelo povo de Cocal do Sul e Morro da Fumaça, mas para todo o Sul catarinense”, relata.

“Vitória coletiva da região”

O líder do Governo na Alesc, deputado José Milton Scheffer (PP), declarou que a continuidade da pavimentação é uma vitória coletiva da região. Em seu discurso, ele lembrou das muitas reuniões que as autoridades participaram na busca por uma solução. “É uma conquista aguardada e com muitas dificuldades. Todos que estão aqui já participaram de muitas reuniões e se dependesse da vontade do governador, nós já teríamos a obra hoje em andamento. No dia 2 de outubro de 2020 nós fizemos o lançamento do edital, mas por ser uma modalidade nova, acabou tendo questionamentos, mas que serviu de aprendizado. Aqui está cristalizada a vontade e o comprometimento do governador com a nossa região. É uma rodovia que vai poupar vidas, encurtar distâncias, melhorar o transporte da região, e que há muito tempo vinha sendo aguardada”, diz.