Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Saimon Novack dá dicas para preparar escondidinho

Chef recomenda não bater aipim no liquidificador e indica recheios para o prato
Por Guilherme Nuernberg Criciúma - SC, 28/02/2020 - 10:03Atualizado em 28/02/2020 - 10:03
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

A dica para quem for se aventurar na cozinha neste final de semana é o escondidinho. Aquele prato que traz uma memória afetiva, feito na infância pela mãe ou pela a vó. Alguns dizem que o prato foi criado no nordeste, outros afirmam que tem origem portuguesa. Fato é que o escondidinho, seja ele das mais variadas formas, é um prato muito versátil, além de ser delicioso.

Segundo o chef de cozinha Saimon Novack, o escondidinho permite vários recheios. "Desde aquele simples franguinho que sobrou de alguma refeição, da para transformar num prato novo, mas também pode pensar nele como protagonista", comentou.

O chef apresentou quatro opções de recheio para o prato: escondidinho de ossobuco, de costela, de bacalhau e caprese, que vai muçarela de búfala e pesto. "O segredo para preparar um bom prato é ter ingredientes de qualidade. O protagonista é o aipim, então temos que correr atrás daquele aipim que cozinha facilmente, que fica cremoso e após cozinhar bem, reservamos um pouco da água do cozimento para fazer o creme", orientou. "O que muitas pessoas fazem é bater o aipim no liquidificador. Isso ativa muito o ámido e acaba ficando uma cola. A dica é não bater no liquidificador", emendou Novack.