Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Sábado de conscientização sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais

Evento realizado na Praça Nereu Ramos orientou populares sobre esse tipo de problema que atinge principalmente os jovens
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 19/05/2018 - 12:35Atualizado em 19/05/2018 - 12:40
(foto: Erik Behenck)
(foto: Erik Behenck)

A Associação de Pessoas com Doenças Inflamatórias Intestinais de Santa Catarina (DIISC) organizou neste sábado (19) um evento para a conscientização da população sobre esse tipo de problema. Nesta data é celebrado o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal.

Centenas de pessoas que passaram pela Praça Nereu Ramos tiveram suas dúvidas sanadas por médicos e voluntários. As Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) são autoimunes e não possuem cura, podem ter ligação com os hábitos de alimentação e fatores imunológicos adquiridos ao longo da vida, além de serem mais comuns em jovens ansiosos.

“São duas doenças crônicas: crohn e retocolite. Elas muitas vezes acometem os jovens, onde acontece uma inflamação no intestino, pode ser no grosso ou delgado. A retocolite atinge intestino grosso, a de crohn pode ir da boca até o ânus”, explicou o gastroenterologista, Manoel Carlos de Brito Cardoso.

Sul e Sudeste são as regiões com maior ocorrência do problema, sendo doenças que aparecem em países e locais onde a qualidade de vida é mais elevada. Diarreia, sangue nas fezes, anemia, dor no abdômen, perda de peso e febre estão entres os principais sintomas da doença. “É importante a conscientização, muitas vezes os jovens não sabem disso. Tem alguns que ficam até três anos sofrendo sem tratamento, esse é o objetivo do maio roxo”, completou o médico.

Tags: maio roxo saúde