Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Rubinho Angelotti acredita que o Figueirense entrará em campo hoje

Presidente da Federação Catarinense explicou os prejuízos que uma desclassificação pode causar
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 20/08/2019 - 08:31Atualizado em 20/08/2019 - 08:33
(foto: arquivo 4oito)
(foto: arquivo 4oito)

“Bateu uma nuvem negra no futebol catarinense, todos os times estão mal”, desabafou o presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Rubinho Angelotti. O Figueirense tem jogo marcado para a noite de hoje, a delegação viajou para enfrentar o Cuiabá, mas se o pagamento não cair na conta, tem risco de WO. E se não entrar em campo por duas vezes o clube será excluído e cai para a Série D.

“A gente perde posição no ranking da CBF, no ano passado estivemos bem perto de perder. Como somos a 5ª federação, temos quatro vagas na Copa do Brasil, a partir da 6ª são só três vagas. Esse ano eu acho que vamos perder a posição para o Paraná. Eles estão bem no Campeonato Brasileiro e o Athletico-PR segue na Copa do Brasil”, afirmou Rubinho.

Quando voltava da viagem a Manaus, onde acompanhou o título do Brusque, o presidente da FCF encontrou o técnico do Figueirense, Vinícius Eutrópio, que segundo ele, estava confiante que a equipe entraria em campo. Rubinho disse ainda que a diretoria alvinegra viajou para os Estados Unidos, onde irão buscar recursos para pagar os salários atrasados.

“Seria uma vergonha para o futebol catarinense se o Figueirense não entrar em campo. Eles fizeram um aditivo no contrato, onde a empresa se comprometeu a aportar um valor e esse valor já era para ter sido acertado. Agora no dia 28 vence esse compromisso”, comentou.

A Alegria pelo Brusque

Se Chapecoense e Avaí estão na zona de rebaixamento na Série A, Figueirense e Criciúma andam mal na B e o Joinville mal conseguiu jogar na Série D, o Brusque é uma exceção. “Ficamos muito felizes com o Brusque conquistando o acesso para a Série C e o título da Série D, que é muito importante para Santa Catarina, foi num estádio com 45 mil pessoas e muito calor”, comemorou.

Quando questionado sobre o técnico Waguinho Dias, campeão pelo Brusque e apontado como novo técnico do Tigre, Rubinho disse que ainda não existe proposta. “Ele tem muita vontade de treinar o Criciúma, mas ainda não ligaram para ele”, concluiu.