Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Reta final de preparação

Tigre entra na última semana de treinos para a estreia no Campeonato Catarinense
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 14/01/2019 - 08:05
No sábado, Tricolor foi derrotado pelo Hercílio Luz por 1 a 0 em jogo treino no CT/Foto: Igor Fontana/Diário FC
No sábado, Tricolor foi derrotado pelo Hercílio Luz por 1 a 0 em jogo treino no CT/Foto: Igor Fontana/Diário FC

Mais alguns dias treinos até a próxima quarta-feira e o Criciúma finalizará a sua pré-temporada. Na quinta-feira, às 19h, o Tigre entra em campo para a sua primeira partida oficial em 2019. Será a estreia no Campeonato Catarinense, contra o Figueirense, no Estádio Heriberto Hülse. Ontem o grupo trabalhou a parte física no Centro de Treinamentos Antenor Angeloni, mas antes, no sábado, também no CT, em mais um jogo treino, desta vez contra o Hercílio Luz, o Tricolor acabou derrotado pelo placar de 1 a 0.

Assim como foi no primeiro teste contra o Juventude, naquele 2 a 0 no Majestoso, o jogo treino entre o Tigre e o Leão do Sul foi dividido em três tempos de 30 minutos. O gol acabou saindo aos 21 da terceira etapa, marcado por Victor Guilherme, quando o time reserva do Criciúma estava em campo. Mesmo com a derrota, Doriva analisou como positiva os testes antes do Catarinense.

“Acho que o objetivo maior era dar esse volume de jogo para os jogadores. Ainda não é o que eu gosto. Nas equipes que trabalho geralmente eu faço três jogos no mínimo. Nosso campo de treinamento é um campo mais pesado. A equipe sentiu um pouco, o jogo ficou mais lento. Mas ainda assim foi bom. A gente tem que tirar coisas boas de tudo que acontece para nos dar parâmetros de atletas de situações”, apontou o técnico.

Maicon e Nino entre os titulares

Houveram duas mudanças na equipe titular em relação a que começou o jogo treino diante do Juventude. Maicon e Nino, que não havia participado do primeiro teste iniciaram a partida diante do Leão do Sul, entrando nas vagas de Carlos Eduardo e Jacy Maranhão, respectivamente.

A equipe teve Bruno Grassi, Maicon, Nino, Sandro e Marlon; Zé Augusto, Eduardo e Daniel Costa, Reis, Gabriel e Marcinho Júnior. Nos primeiros 60 minutos ocorreu apenas uma substituição, quando Pedro Bortoluzo entrou no lugar de Gabriel e Marcinho passou a jogar aberto pelo lado direito.

“O Pedro chegou essa semana e eu quis dar esse volume para ele, para ele poder jogar um pouco com o pessoal que teoricamente é a base do time titular. Também serviu para observar o Marcinho na beirada. Eu havia conversado com ele e perguntado se ele jogada por ali. Ele me disse que sim. Então aproveitei e fiz as duas coisas”, disse Doriva.

Dúvidas para a estreia

Mesmo após dois jogos treinos, o técnico do Tigre garante que possui uma base de time definida. Ao mesmo tempo, revelou estar em dúvida em quem utilizará como centroavante. “Centroavante com certeza é uma dúvida. Porque a gente precisa de um nove, de um jogador de referência. O Pedro está chegando, mas não está ainda nas melhores condições”, declarou.

A lateral direita também deve ser uma dúvida ao treinador, pelo menos neste início de temporada. “Maicon dispensa comentários pela experiência dele. Foi bem, deu volume ofensivo. Não vamos esperar que ele chegue dez vezes lá na frente, mas três vezes que ele chegou sofreu uma falta e deu dois cruzamentos bons”, afirmou.

“O Carlos Eduardo também fez um bom jogo no meu modo de ver contra o Juventude. Hoje jogou por dentro (volante), em uma outra função, até por conta da escassez de falta de atleta que a gente tem. É um jogador que tem qualidade para jogar e, com certeza, agrega valor para nós”, acrescentou.