Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Região registra primeira morte por H1N1 em 2018

(ATUALIZADA) Homem de Urussanga faleceu na manhã de hoje no Hospital São João Batista
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 02/08/2018 - 09:33Atualizado em 02/08/2018 - 10:56
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Notícia triste para a região. Faleceu na manhã desta quinta-feira (2), no Hospital São João Batista, em Criciúma, a primeira vítima de H1N1 do ano de 2018. O homem de Urussanga estava internado há 20 dias e tinha 44 anos. Ele era portador de uma doença crônica, tinha direito a vacina da gripe, mas não foi vacinado. Na região são 34 casos confirmados.

“Infelizmente a gente confirma este caso. Ele era de Urussanga, mas contraiu o vírus em outro estado. Ele tinha direito a vacinação, mas não foi vacinado. Estava há um bom tempo internado. Ele estava há cerca de 20 dias internado, chegou a apresentar melhoras, mas nas últimas horas o caso se agravou e ele faleceu”, revelou Fernando de Faveri, gerente Regional da Saúde.

A Gerência Regional de Saúde vai notificar a Secretaria de Estado da Saúde para saber quais as próximas providências.

Conforme o último Informe Epidemiológico, da Diretoria de Vigilância Epidemiológica Estadual, atualizado no dia 25 de julho de 2018, em todo o Estado de Santa Catarina, foram detectados casos confirmados de Influenza em 77 municípios. Os municípios com maior número de casos são: Florianópolis, com 34 casos; Joinville, com 23 casos; Criciúma e Tubarão, com 22 casos cada; Blumenau, com 20 casos; São José, com 17 casos; e Chapecó, com 12 casos.

Atualização

Rodrigo Sandrini, de 44 anos, era filho do ex-vice-prefeito e ex-vereador, Altair Sandrini. Ele era caminhoneiro e deixa dois filhos. O velório acontece na Capela Mortuária de Urussanga nesta quinta-feira (2). Já o sepultamento acontece nesta sexta-feira (3) no cemitério de Pindotiba, em Orleans.

Tags: h1n1 morte gripe região