Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Quem marcar consulta e não comparecer, vai sair da fila

Secretário Acélio Casagrande explica que será necessário fazer um novo encaminhamento
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 16/01/2020 - 17:49Atualizado em 16/01/2020 - 18:20
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Em 2019 Criciúma conseguiu reduzir os casos de pacientes que faltam em consultas e o objetivo é diminuir ainda mais estes números. Conforme o secretário de Saúde do município, Acélio Casagrande, a ideia é orientar cada vez mais as pessoas, para que não façam isso e também poderá haver punição para quem marcar e não comparecer.

“Vamos fazer um plano para baixar para 10%. É um plano que vai desde a conscientização até a questão de tirar da fila aqueles que faltarem a uma consulta, quando ele assinar um termo de responsabilidade, e se ele não comparecer sem comunicar, sairá da fila e voltará para o posto de saúde, fazendo um novo encaminhamento”, afirmou.

Conforme Acélio, 32 mil pacientes marcaram e não compareceram, apenas em 2019, número que seria capaz de acabar com as filas por consultas. “A pessoa tem que avisar antes ou ela pode justificar algo grave que tenha acontecido, a morte de um parente ou como o transporte não chegar”, explicou.

E existem até casos mais graves, de pessoas que marcam cirurgias e que não compareceram no dia agendado. “Tem também, tem muitos que conseguimos marcar, em Içara e outros locais. Depois que implantamos a comunicação via WhatsApp”, comentou. Para o secretário, a punição tem que ser na mesma linha, voltando para o começo da fila.