Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Quatro décadas depois, Vânio é ordenado

Ele foi seminarista, deixou a vida religiosa, casou, teve filha e ficou viúvo. Agora, retomou o velho sonho
Por Redação Urussanga, SC, 03/12/2018 - 20:31Atualizado em 03/12/2018 - 20:35
Divulgação
Divulgação

Diante de Deus e da Igreja, o sonho adormecido há cerca de 40 anos tornou-se realidade. Aos 18 anos de idade, Vânio Margutti Pereira, hoje com 58, ingressou no Seminário da Ordem dos Servos de Maria. Tanto tempo se passou, Vânio se casou, constituiu família e depois de tornar-se viúvo, decidiu retomar o caminho para a vocação sacerdotal. Ex-colegas seminaristas servitas, mãe, filha, familiares, amigos e comunidades participaram, na tarde do último domingo, da missa com o rito de ordenação diaconal do seminarista.
 
A celebração foi presidida pelo Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, e concelebrada por diversos padres, no Centro Comunitário da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Urussanga, com início às 15 horas. O candidato ao diaconato foi apresentado pelo Reitor do Seminário Teológico Bom Pastor, padre José Aires de Souza Pereira, e recebeu o testemunho do pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de Urussanga, padre Daniel Pagani, este último, que conheceu Vânio em 2011, quando foi nomeado vigário da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Sombrio, à época em que padre Antônio Vander era pároco.

O Evangelho que recordou o trecho que inspirou o lema de ordenação diaconal de Vânio, "Seja feita a tua vontade" (Mt 6,10), foi proclamado pelo Diácono Carlos Pinto, de Novo Hamburgo (RS). Em sua homilia, Dom Jacinto caracterizou o momento histórico e especial vivenciado pela Diocese, quando, pela primeira vez, um diácono viúvo e que já constituiu família é ordenado. "Esta opção de ser viúvo e optar pelo caminho do diaconato, do sacerdócio não é muito comum aqui em Santa Catarina. Em Porto Alegre temos várias experiências, inclusive muitos estudaram comigo e foram ótimos padres confessores, conselheiros em nossa Igreja, em Porto Alegre", lembrou Dom Jacinto.

No primeiro domingo do Advento, tempo de preparação para o Natal do Senhor, Dom Jacinto reforçou o chamado a ter esperança no coração, mesmo diante das adversidades que, muitas vezes, acompanharam Vânio e todos aqueles que decidem seguir o caminho da cruz. "Tenho certeza, pelas experiências que já tiveste na vida, pelas provações em que já fostes colocado, e tenho muita tranquilidade em te ordenar diácono. Tenho certeza, para o futuro, que outros homens, depois de terem assumido outra vocação, se sentirão chamados, também, a seguir este caminho de total serviço. É um gesto maravilhoso no mundo de hoje, todos nós sabemos, um mundo que ficou muito fechado, muito individualista, onde precisamos, cada vez mais, participar desses sinais e serviços de entrega total, ao contrário do que o mundo nos propõe - o fechamento, o egoísmo, aqui está um exemplo para que nós possamos pensar e rezar", declarou o Bispo.

Após a reflexão, deu-se sequência à celebração, com a oração da Ladainha de Todos os Santos, com o candidato ao diaconato prostrado diante do altar, seguida pelo momento mais importante, com a imposição das mãos e prece do Bispo Diocesano sobre a cabeça de Vânio. Assim ordenado, o novo diácono recebeu das mãos da filha, Vanéli, e do padre Valmor Della Giustina, primo de sua falecida esposa, os paramentos dignos do novo ministério: a estola diaconal e a dalmática; e também o evangeliário, das mãos de Dom Jacinto.

Acolhido pelo clero e pela comunidade, Vânio viveu momentos de emoção ao abraçar a filha e sua mãe, dona Ilda Margutti Pereira. "Muito obrigado à Trindade Santa, a Nossa Senhora Mãe de Deus e nossa Mãe, aos santos e santas de minha veneração, por tudo que proporcionaram em minha vida e na vida familiar. Obrigado ao Reverendíssimo Bispo Diocesano Dom Jacinto, amado pai espiritual, pela confiança e pelo apoio, dentro da promessa da obediência está também a promessa de não decepcioná-lo", disse Vânio, que depois agradeceu aos familiares, padres diocesanos e servitas que o acompanharam em sua formação, seminaristas, religiosas, movimentos, pastorais e comunidades.

Ao final da missa, padre José Aires apresentou à assembleia os três novos diáconos que serão ordenados no dia 17 de março de 2019, às 15 horas, no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Morro Bonito, Içara: os seminaristas Richardson Luiz Domingos de Souza, Jadilson Tasca e Eduardo Felizardo de Andrade.

O Apostolado da Oração da Paróquia Santo Antônio de Pádua, de Sombrio, fez uma homenagem a Vânio com um canto. Vânio será ordenado padre em Sombrio, no dia 11 de maio de 2019, às 15 horas.

A filha Vanéli, que assistiu à ordenação ao lado da avó, Ilda, ficou com o coração repleto de emoção. "Não tem palavras para descrever. Chega a ser surreal, porque, geralmente, se costuma vero pai e a mãe com o filho se ordenando e comigo foi o contrário: foi o meu pai. Foi bem emocionante, porque ao longo desses meus quase 34 anos, acompanhei toda a vida dele e da minha mãe na comunidade, participando da igreja, meu pai nos encontros de ex-seminaristas da Ordem dos Servos de Maria e eu sempre vi o envolvimento e a dedicação dos dois. Depois que minha mãe faleceu,o vertomando esse caminho foi muito emocionante e bonito. Não tenho palavras para explicar a emoção e a alegria que sinto. Lembrei muito de toda a caminhada dele com a minha mãe e de quando ele resolveu voltar e retomar os estudos; acompanhei as conversas dele com os padres, com o bispo. Égratificante e maravilhoso ver que o propósito de vida dele, de se entregar ao serviço de Deus, está sendo realizado, e ver a alegria que transborda dele. Rezo para que Deus continue iluminando sua vocação dele e para que ele tenha muitos anos de vida, para que possa seguir no sacerdócio. Estou muito feliz e rezo todos os dias por ele", pontua a filha.