Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Pouco afeito a mudanças, Baier fecha treinos antes do jogo contra o Figueirense

Técnico tem mantido estrutura da equipe e despistou sobre fazer alterações depois das duas derrotas na Série C
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma, SC, 21/07/2021 - 17:00
Paulo Baier em treino do Tigre nesta semana (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)
Paulo Baier em treino do Tigre nesta semana (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)

Paralelo aos bons resultados no começo da Série C, o técnico Paulo Baier tem mantido uma postura conservadora nas mudanças do time titular do Criciúma. As poucas alterações na equipe aconteceram, principalmente, por lesões, mas também pelos reforços que foram chegando à equipe ao longo da competição.

Em oito jogos na Série C, Baier não fez mais do que duas mudanças de um jogo para o outro. Conseguiu repetir a equipe apenas uma vez, na partida contra o Botafogo de Ribeirão Preto. Para o confronto contra o Figueirense, o técnico disse que o pensamento é de dar sequência. No entanto, fechou os dois últimos treinos antes do jogo, nesta quarta-feira e na quinta, no Centro de Treinamento.

As alterações feitas por Baier até o momento foram na lateral-direita, sendo Claudinho o titular nos dois primeiros jogos e depois perdendo a posição assim que Alemão adquiriu condição física, na posição de segundo volante, com a lesão de Arilson, e no ataque, com as lesões de Hygor e Fellipe Mateus.

De resto, o técnico manteve a estrutura: Gustavo, Rodrigo, Marcel Scalese, Hélder, Dudu Vieira, Dudu Figueiredo e Luiz Paulo foram titulares em todos os jogos do Tigre na Série C. 

Fechar treino não tem sido a tônica de Paulo Baier no Tigre. Na maioria das rodadas, o técnico teve apenas um trabalho sem a presença da imprensa, enquanto os demais foram abertos.

Para encarar o Figueira, Baier pode ter o desfalque novamente de Hygor e o retorno de Arilson. Ao fim do jogo contra o Mirassol, derrota por 2 x 0, o técnico despistou sobre mudanças no time.

"Fizemos um jogo ruim. Se tivéssemos feito o gol de pênalti, acredito que tudo seria diferente. Agora é dar sequência, lamentamos não levar pontos para Criciúma. Temos que ajustar, trabalhar e melhorar para ter mais oportunidades aos nossos atacantes", avaliou o técnico.

As derrotas, segundo Baier, não abalaram o clima no vestiário e a confiança no trabalho. "Vamos estudar e pensar (sobre mudanças). O momento não é de achar culpados, é de dar moral e trabalhar. Estamos no caminho certo, muito bem no campeonato. Precisamos melhorar fora de casa", afirmou. 

Quem pode aparecer como novidade é o atacante Silvinho, apresentado oficialmente como novo reforço do Tigre. O jogador aguarda o nome ser inscrito no BID e mostrou-se pronto fisicamente para reestrear com a camisa do Tigre.