Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Paulo França fala sobre acidentes, segurança e entrega da Via Rápida

Mesmo após entrega, no dia 20 deste mês, via deve receber ajustes finais
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 13/12/2017 - 10:33Atualizado em 13/12/2017 - 11:31

Na última semana, além da expectativa pela inauguração no dia 20 deste mês, a Via Rápida ganhou atenção especial devido a dois acidentes com morte. Mesmo interditada para conclusão das obras, muitos motoristas passaram a trafegar pela via, comprometendo a segurança. Para resolver o problema a rodovia recebeu mais barreiras de concreto.  

“Infelizmente tivemos no fim de semana, assim que aceleramos e avançamos o processo de liberação, esses contratempos. A rodovia está interditada, em obras, mas o acesso é muito grande. A gente fez vários anúncios, mas não tivemos resultados suficientes. E agora avançamos com medidas mais efetivas, com a colocação de barreiras. Uma situação que talvez não fosse necessária se a gente tivesse entendimento”, explicou Paulo França, secretário interino de Estado da Infraestrutura.

Segundo França, mesmo após a inauguração a via deve receber alguns ajustes por pelo menos 120 dias. “São ações importantes que estarão sendo desenvolvidas, mas que não vão atrapalhar o trânsito. Temos algumas situação com desapropriação, marginais que precisam ocorrer. Na sequência vamos dar continuidade para que a gente tenha a efetiva conclusão e liberação aproximadamente no fim de março”, revelou.