Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Os problemas financeiros do Materno Infantil

Tita Belloli lembra que o Governo do Estado tem repassado somente 70% do total
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 26/07/2019 - 11:32Atualizado em 26/07/2019 - 15:08
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

Mais uma vez o Hospital Materno Infantil (HMISC) é assunto pelos atrasos de pagamentos. Conforme o vereador Tita Belloli, presidente da Comissão de Saúde, o estado não repassa o valor total firmado em convênio, já que exige algumas metas impossível de atingir. Uma destas metas é realizar 30 atendimentos de casos de abuso sexual por mês.

“Todos sabem que o Ideas não tem condições de cumprir algumas metas e o Estado diz que não vai pagar totalmente. Estamos esperando uma resposta do Estado, que foi solista naquele momento”, destacou o vereador. Por ser um hospital regional, que recebe pacientes e gestantes de todo o Sul, acredita que os deputados deveriam colaborar com a situação.

Tita Belloli disse que os repasses feitos são cerca de 70% do total. Desde que foi inaugurado, o HMISC passou a ser responsabilidade do Estado, que repassa a administração para o Ideas.