Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Ocupação de leitos: Fiocruz aponta Sul em situação crítica

Maioria dos estados do país se encontra nesta situação
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Rio de Janeiro, RJ, 04/03/2021 - 15:03
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Desde julho de 2020, o Observatório Covid-19 Fiocruz publica boletins quinzenais de monitoramento de quatro indicadores básicos da pandemia: Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), casos e óbitos por Covid-19 e taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 para adultos no SUS.

Seguindo padrão preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), as taxas de ocupação são classificadas em zona de alerta crítica (vermelho) quando iguais ou superiores a 80%, em zona de alerta intermediária (amarelo) quando iguais ou superiores a 60% e inferiores a 80%, e fora de zona de alerta (verde) quando inferiores a 60%.

A imagem mostra uma sequência de 17 mapas de ocupação de leitos UTI Covid-19 para adultos no SUS. Mesmo no período entre a segunda metade de julho e o mês de agosto, quando foram registrados os maiores números de casos e óbitos no país, não houve um cenário como o atual, com a maioria dos estados e Distrito Federal na zona de alerta crítica.