Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Obras da Serra da Rocinha correm risco de paralisação, afirma secretário

Corte de R$ 20 milhões em recursos da União ameaça continuidade das atividades
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Florianópolis - SC, 04/05/2021 - 09:30Atualizado em 04/05/2021 - 10:03
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As obras da BR-285, Serra da Rocinha, que liga Timbé do Sul ao Rio Grande do Sul, correm o risco de serem paralisadas. A afirmação é do secretário de Infraestrutura de Santa Catarina, Leodegar Tiscoski, que destaca o corte de R$ 20 milhões de recursos do Governo Federal como motivo da possível paralisação das atividades.

“A informação que temos é que [a obra] está na iminência de paralisar as obras. A empresa que está prestando os serviços não dará continuidade sem perspectiva de receber o ressarcimento por serviços prestados”, comentou Tiscoski, afirmando que a obra está com recursos zerados por conta do corte.

Uma reunião realizada nesta terça-feira, 3, entre parlamentares e autoridades catarinenses, definiu possíveis próximos passos. O fórum parlamentar de SC, juntamente com a governadora Daniela Reinehr, deverá debater o assunto com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, de Economia, Paulo Guedes, e com o próprio presidente Bolsonaro.

Segundo Tiscoski, Santa Catarina tentará negociar com o Governo Federal a ponto de só liberar recursos do estado para a União na medida em que o Estado retorna investimentos para SC.

“A proposta que temos é que SC só vai liberar esses recursos [mais de R$ 200 milhões para obras federais no estado] se a União investir recursos aqui. Se o Governo Federal liberar R$ 50 milhões, Santa Catarina vai liberar R$ 50 milhões dentro dessa proposta”, pontuou.