Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

O sabor de completar o Ironman

Do Avesso recebeu três homens de ferro que participaram da edição realizada em Florianópolis
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 29/05/2018 - 15:38Atualizado em 29/05/2018 - 16:21
(foto: Pity Búrigo)
(foto: Pity Búrigo)

Eles correm, pedalam e nadam. O Programa do Avesso, da Rádio Som Maior, recebeu os triatletas Santiago Mendonça, Cassemiro Rosa e Luciano Strassacappa para um papo sobre o esporte que praticam. O Ironman é uma marca, com mais de 250 provas realizadas em todo o mundo, incluindo uma em Florianópolis, que o trio participou no último domingo (27). 

“Quando tu chega e recebe a fitinha que é um Ironman, acaba tudo”, ponderou Santiago, que é o mais experiente do grupo e completou a prova com o tempo de 10h19min10seg.
As inscrições para o Ironman custam quase mil dólares. A prova conta com 3.8 km de natação, 180.2 km ciclismo e 42.2 km de corrida. Mesmo enfrentando este longo desafio, Luciano não faria algo ‘mais simples’: “Eu não pularia de paraquedas”, comparou.

O Ironman mobiliza uma série de pessoas por onde passa. Existe um tempo determinado para concluir cada uma das modalidades que compõe a prova: 2h30 para natação, 10h40 para o ciclismo e 17h para a corrida. O atleta que exceder o tempo limite de cada etapa será desqualificado.

“Quem não estiver com a técnica legal, com a mecânica legal da corrida, vai se machucar. Foi uma experiência de outro mundo, controlando sentimos, passa tudo pela cabeça. Vou fazer de novo daqui uns três anos”, destacou Cassemiro. 

Santiago Mendonça já completou o Ironman oito vezes. Ele costuma participar das edições em anos pares e não deve competir no próximo ano. Afirma que é complicado atingir objetivos grandes e orientou as pessoas que desejam começar a praticar triathlon.

“A primeira coisa é procurar um profissional de Educação Física. Pode fazer sem, mas aí tem chance de lesões. Eu não me treino, porque penso em compensar os treinos, então acabava fazendo coisas erradas. Se tiver alguém para reportar vai ajudar, sozinho a coisa não vai”, explicou Mendonça.

Confirma o Programa do Avesso completo: