Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O drama de Andrew no exame antidoping

Jogador apresentou um desgaste acentuado e desidratação após o empate contra o São Bento e ficou até as 4h no Majestoso
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 04/11/2019 - 15:08Atualizado em 04/11/2019 - 15:08
Por ser um jogador de velocidade, é comum Andrew terminar as partidas desgastado (Foto:Caio Marcelo / Criciúma EC)
Por ser um jogador de velocidade, é comum Andrew terminar as partidas desgastado (Foto:Caio Marcelo / Criciúma EC)

O relógio marcava duas e meia na madrugada de sábado para domingo e o torcedor carvoeiro já dormia em casa, com a cabeça pesando no travesseiro após o empate frustrante contra o lanterna São Bento, que deixou o Tigre em situação delicadíssima na Série B.

Nas dependências do estádio Heriberto Hülse, os médicos do Criciúma analisavam o quadro clínico de Andrew, autor da assistência para o gol de Marlon no empate em um a um contra o time paulista.

O jogador foi sorteado para passar pelo exame antidoping, praxe nas partidas do Campeonato Brasileiro. Desidratado e com câimbras generalizadas, no entanto, Andrew não conseguia urinar e vomitava sempre que tomava água. 

Cinco horas e meia após o término da partida, o departamento médico do clube já analisava a possibilidade de levá-lo ao hospital para tomar soro. Foi a partir das 2h30 que Andrew começou a melhorar clinicamente e parou de vomitar ao ingerir água.

Cerca de uma hora e meia depois, em pequenas doses, conseguiu urinar os 90 mililitros necessários para a conclusão do exame. Liberado pela CBF, o jogador continuou sendo hidratado pelo departamento médico do clube e amanheceu com dores musculares devido às câimbras.

O médico do Tigre, Ricardo Furtado, explica que é comum Andrew se desgastar após as partidas, por ser um jogador de velocidade. O que ocasionou a situação delicada no sábado foi o abafamento na região, mas, especialmente, os vômitos que o levaram à desidratação.

O jogador já é desfalque garantido para a partida contra o Operário, nesta terça-feira, 5, em Ponta Grossa. O departamento médico trabalha para liberá-lo para o jogo contra o Sport, no próximo sábado. "Se continuar nessa evolução, estará apto para jogar", avaliou o médico do Tigre.