Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Nossa alegria foi colocar o Criciúma EC em evidência”

Na Rússia, criciumenses acompanharam o jogo Brasil e Suíça
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 18/06/2018 - 08:13Atualizado em 18/06/2018 - 09:29

Um grupo de catarinenses acompanhou o jogo Brasil e Suíça na Rússia: o arquiteto Fernando Carneiro, o empresário Beto Barata, o dentista Valvitor Garbeloto, Ângelo Justi e Chico Balthazar, do Debate Aberto, da Rádio Som Maior.

“Saímos frustrados. A expectativa era grande. Agora, era uma prova de resistência. Nós fomos pro estádio às 11h da manhã e o Estádio só foi aberto às 6h da tarde. A nossa alegria foi colocar o Criciúma EC em evidência”, comentou Beto Barata.

Segundo Barata, o povo russo não é muito receptivo. “São sérios, duros. A mulher russa é mais afável, mas os homens se você não se acostumar pensa que eles vão te agredir”, contou.

“Eu diria que se melhorar alguma coisa estraga. O ambiente é caloroso e tranquilo. Não vi nenhum problema em segurança ou organização. A ida e a volt foram muito tranquilas. O país é extremamente de amizade. No meu ponto de vista é surpreendente, porque é Capitalista há apenas 20 anos”, contou Chico Balthazar.