Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

No frio, como vestir os filhos para a escola?

Colégio compartilha cuidados e hábitos para manter a saúde dos pequenos

Por Redação Criciúma, 30/05/2024 - 09:16 Atualizado em 30/05/2024 - 09:22

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Durantes as estações mais frias do ano, outono e inverno, os pais precisam reorganizar a rotina de cuidados com a saúde dos filhos, ainda mais quando o pequeno vai para a escola. Alguns cuidados e hábitos básicos são importantes para os dias com temperaturas baixas, de moso que as crianças estejam confortáveis para as rotinas dos estudos e atividades.  

Segundo a técnica de enfermagem do Colégio Satc, Morgana Goulart, síndromes respiratórias ocorrem com maior frequência nos meses mais frios e, com isso, o controle das doenças fica mais difícil no ambiente escolar.

"Os primeiros sinais que os pais devem ficar atentos, é a tosse e o espirro, com elevação da temperatura do corpo. Sabemos que a rotina das famílias é corrida, então quando a criança não consegue ficar em casa, orientamos para que venham de máscara. Porque a primeira reação delas é colocar a mão na boca e no nariz, o que necessita de higiene constante", explica.

Roupas extras na mochila

Com a variação do tempo, os pais podem ficar atentos para que roupas extras sejam enviadas na mochila, principalmente, quando a temperatura sobe ao longo do dia.

"Essa troca, essa variação de temperatura são cruciais. Para quem tem rinite, sinusite, a troca de tempo para abafado, aquela umidade deixa as pessoas mais vulneráveis. Orientamos que os pais mandem sempre outra roupa, porque eles começam a correr, ficam abafados e começam a tirar os casacos, pegando vento no corpo suado e isso também é prejudicial", enfatiza Morgana.

A instituição orienta as famílias para que sejam usados casacos e jaquetas com as cores da instituição onde o aluno estuda para organização e segurança.

"Aqui nós estimulamos bastante a autonomia dos estudantes, de tirarem as blusas, guardarem na mochila, mas eles são crianças. E, por vezes, o trajeto na sala, da mesinha até a mochila as crianças acabam se distraindo e não guardando. Por isso, pedimos que as famílias coloquem os nomes com adesivos, etiquetas autocolantes, bordar e hoje já existem canetas brancas para tecidos", destaca a coordenadora da Educação Infantil do Colégio Satc, Luciana Peruch Ferreira.

No caso do Colégio Satc, os pais têm várias opções quentinhas de uniformes que são o padrão da instituição. Os fornecedores podem ser acessados neste link.
 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito