Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Não há elementos que justifiquem o afastamento”, diz advogado do prefeito de Urussanga

Decisão da Justiça manteve Luís Gustavo Cancellier afastado do cargo
Por Vítor Filomeno Urussanga, SC, 24/09/2021 - 08:04 Atualizado em 24/09/2021 - 08:04
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Em entrevista ao Programa Adelor Lessa desta sexta-feira, 24, o advogado do prefeito afastado de Urussanga, Luís Gustavo Cancellier (PP), Marcos Probst, afirmou que “não há elementos que justifiquem o afastamento”. Ontem, 23, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiu manter o gestor por mais 60 dias fora da Prefeitura.

“Não há ainda a disponibilização do acórdão do julgamento de ontem, só temos o extrato da sessão de ontem. O tribunal disse que esse afastamento tem que durar agora no máximo 60 dias, mas temos que esperar a publicação desse acórdão. Vamos recorrer ao Superior Tribunal de Justiça. Não há elementos que justifiquem o afastamento, a investigação já foi concluída pela Justiça Federal. Recebemos respeitosamente a decisão, ms não concordamos. Agora, com o término da investigação, não há necessidade de manter o afastamento. Mas precisamos do acórdão”, declarou Probst.

O prefeito Cancellier foi afastado do cargo por conta das investigações da Operação Benedetta, deflagrada pela Polícia Federal (PF). Buscava-se apurar possíveis desvios de recursos na contratação de obras de pavimentação de vias públicas de Urussanga, feitas sob contratos com a Caixa Econômica Federal.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito