Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Moreira se reúne com lideranças de hospitais de todo o estado

Reunião aconteceu na manhã desta sexta-feira, em Florianópolis
Por Redação Criciúma - SC, 27/04/2018 - 16:51Atualizado em 27/04/2018 - 16:55
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

O governador Eduardo Pinho Moreira se reuniu com representantes de hospitais de todo o Estado na manhã desta sexta-feira (27), na sede da Associação e Federação dos Hospitais de Santa Catarina (Ahesc e Fehoesc) e da Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina (Fehosc), em Florianópolis. Esta foi a primeira visita de um governador ao local. Em agradecimento, a presidência das instituições homenageou Eduardo Moreira com uma placa que está exposta no auditório da sede. 

O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, também esteve presente e ressaltou o esforço para a regionalização da Saúde. A proposta, que já vem sendo desenvolvida na Secretaria de Estado da Saúde (SES) com o apoio do governador, é levar aos hospitais de Santa Catarina serviços que ainda não oferecem, reduzindo a chamada "ambulancioterapia", que é a transferência de pacientes para os grandes centros em busca de especialidades médicas.

O governador destacou a escolha feita com a atual gestão na saúde pública do Estado. Completando 45 anos de formação na área, o secretário tem experiência para entender as dificuldades crescentes dos hospitais. “Acélio Casagrande, além de um gestor qualificado, possui uma sólida influência em Brasília, o que é extremamente importante para obter recursos”, afirmou Eduardo Moreira.

O presidente da Fehosc, Hilário Dalmann, lembrou que havia 18 milhões de laudos represados e que, quando Eduardo Pinho Moreira assumiu o cargo, colocou a demanda em dia. O presidente da Fehoesc, Tércio Kasten, também frisou a importância de as entidades receberem na sede pela primeira vez um governador, já convidando para futuras visitas. “A casa sempre estará de portas abertas”, reforçou.