Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Mais tartarugas mortas na Praça do Congresso

Alimentação errada e sujeira no lago são algumas das razões, aponta fiscalização
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 26/11/2020 - 11:01Atualizado em 26/11/2020 - 11:09
Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

Uma tartaruga boiando morta no lago na Praça do Congresso, no Centro de Criciúma, na manhã desta quinta-feira, 26, fez novamente chamar a atenção para o problema dos cuidados com os animais que vivem por ali. "Da outra vez que recebemos denúncias assim, fomos verificar e constatamos que a sujeira da água, que não é limpa com tanta frequência, e a alimentação equivocada que as pessoas dão aos animais colaboram para esse problema", apontou o fiscal da Fundação de Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Valmir Gomes.

Sobre a alimentação, o fiscal refere que muitas pessoas jogam itens como pipoca e pão no lago. "E tudo isso acaba criando uma matéria orgânica que suja a água. Jogam uma série de coisas ali. Aquilo vai fermentando e esse teor de matéria orgânica com certeza influencia contra o bem estar dos peixes e das tartarugas", reforçou. "No inverno tivemos a mortandade de peixes ali também", lembrou Valmir.

Outro problema que faz colaborar com a superpopulação de animais no lago é o descarte feito pela população. "Muita gente compra o peixinho para o aquário, a tartaruga de estimação, os bichinhos crescem e acabam sendo desovados ali", observou Valmir, prometendo ir ao local para uma nova fiscalização nas próximas horas.

A Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, responsável pela manutenção do lago, prometeu efetuar a limpeza nos próximos dias.