Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Iniciativa visa despoluição do Rio Mãe Luzia

Para recuperação total seriam necessários mais de 10 anos
Por Redação Criciúma - SC, 05/06/2018 - 08:26Atualizado em 05/06/2018 - 08:39
(foto: Francine Ferreira/ reprodução)
(foto: Francine Ferreira/ reprodução)

Criado em 2014 com objetivo de implantar um projeto de despoluição do Rio Mãe Luzia, o Fórum Permanente tem projetos para restauração da calha e margens do Rio, para a recuperação e preservação de suas nascentes. Os membros do comitê do fórum se reúnem mensalmente para tratar do assunto.

“Esse fórum surgiu do interesse de fazer algo pelo Mãe Luzia. A gente se encontra mensalmente com esse objetivo de recuperar o Rio. Ele seria a nossa solução do problema de água. Por conta deste cenário nós nos reunimos para despoluir o Rio. Elaboramos alguns projetos, que não são baratos. Nós já enviamos para os poderes estaduais e municiais para coloca-los em prática, porque há possibilidade de recuperação”, disse Miriam da Conceição Martins, presidente do Fórum da despoluição do Rio Mãe Luzia.

Segundo Miriam, os projetos para despoluição foram elaborados no Iparque (Parque Científico e Tecnológico) da Unesc. “São valores altos, com várias etapas e teríamos que um longo tempo. Teríamos que parar de liberar todos esses poluentes. É para mais de 10 anos para acabar com todos os poluentes, mas é possível sim. Os projetos custam até R$ 20 milhões, mas tem projetos mais baratos”, contou.