Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
Eleições 2020

Idosos terão preferência de voto nas primeiras horas da manhã

Das 7h às 10h, a preferência será dada às pessoas com mais de 60 anos de idade
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 20/10/2020 - 10:59Atualizado em 20/10/2020 - 11:02
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Com o primeiro turno marcado para acontecer no dia 15 de novembro, as eleições municipais de 2020 contarão com algumas mudanças por conta da pandemia. Uma das principais alterações é referente aos idosos com mais de 60 anos de idade, os quais terão preferência de voto nas primeiras horas da manhã, das 7h às 10h.

“Este ano os mesários devem chegar às 6h, instalar a sessão e iniciar a votação às 7h. Das 7h às 10h, será dada a preferência aos idosos, sendo que a votação se estende até às 17h”, destacou o chefe do Cartório da 92ª Zona Eleitoral de Criciúma, José Réus.

A mudança de horário, segundo José, foi feita para que fosse dada mais seguranças aos idosos, devido a pandemia de Covid-19. Apesar disso, o chefe do Cartório ressalta que as demais pessoas também poderão votar nas primeiras horas da manhã, mas que deverão aguardar os idosos. 

Além disso, nas eleições deste ano os mesários não poderão pegar o documento do eleitor, que deverá apenas mostrar a identificação. “O eleitor se apresenta, higieniza as mãos, mostra a identidade para adentrar, mostra o documento para o presidente que o habilita para seguir pra urna. Lá ele vota e, se quiser, pode levar o comprovante de votação, que é destacado pelo mesário”, disse José.

Por questões sanitárias, a identificação biométrica acabou sendo cancelada. Sendo assim, agora o mesário irá ditar o nome do eleitor, o presidente então localiza no caderno de votação, digita no micro terminal do mesário, confirma os dados com o eleitor em sua frente e habilita o voto.

Documentos e itens necessários

O eleitor também precisará levar uma caneta no dia da eleição. “Se ele não levar, iremos ceder uma que será constantemente higienizada”, reforçou José. É necessário levar, além do título de eleitor, um documento de identidade oficial com foto. “Sem esse tipo de identificação, só com o título por exemplo, não se pode votar”, disse o chefe do cartório.